Apenas um jogo bem jogado


BBB15 – Fran e Fernando conversam na Festa 24… por GenaroBBB

Quando Fran falou para Fernando que no Big Brother valia tudo, só não valia matar e roubar, ela tira dos demais jogadores qualquer culpa com as decisões sobre ela tomadas no jogo. Pois se ela vai jogar sob esse princípio tem que acatar que os outros tenham o mesmo direito. Da mesma maneira, quem acha a Fran uma grande jogadora por levar de volta esse princípio ao jogo também não pode reclamar das articulações feitas contra ela. Pois se o jogo vale para um lado, também vale para o outro. Eu falei em levar de volta porque essa foi uma frase que ficou célebre no BBB5, dita pelo PA quando perguntado o que valia a pena fazer pelo prêmio do programa. Sete anos se passaram e o público não fica mais tão chocado por essa filosofia de jogo, no entanto, ela continua tendo suas consequências.

Apenas01

Pois se eu acredito que tenho o direito de fazer o que quiser no jogo, exceto roubar e matar, tenho que dar o mesmo direito aos demais contra mim. Tenho que ter fair play para enfrentar uma combinação de votos para me colocar no paredão sem uma cobrança sequer aos demais jogadores, sem arredar pé de minhas convicções, sem tentar virar o jogo fazendo de conta que tudo que foi dito não passava de uma brincadeira ou ironia. Quem assistiu à conversa de Fran e Fernando na festa sabe que Fran estava falando a vero. Ela estava até se sentindo muito vaidosa pelo fato do Fernando reconhecê-la como jogadora, aceitou o desafio do Fernando. E nesta conversa outro dado importante é que Fernando também se assumiu jogador, falou que se Aline ficasse ele iria partir para o jogo e que não aceitava a premissa de jogo da Fran. Tudo claro, colocado em pratos limpos.

Apenas02

O problema da Fran é que ela jogou mal e Fernando jogou bem. Ele soube articular os votos necessários para colocá-la no paredão e não importa se é tarde ou cedo, não existe princípio ético que nos diga que devemos esperar a bala sair do revolver para, então, defendermos nossa integridade física. Acho, inclusive, que Fernando atacou no momento certo, se é para tentar tirar a Fran tem que ser antes que o jogo dela cresça e bata de frente com o dele. O princípio do jogo BBB é tentar eliminar seus adversários de jogo. Ninguém jamais estabeleceu que existe um momento certo para fazê-lo. Essa decisão é livre arbítrio de cada um. E o Fernando não perdeu sua coerência, o discurso que ele usou na festa com Fran foi o mesmo usado hoje pela manhã na grande discussão que houve sobre os votos. Na conversa com Fran ele falou que era jogador, mas que jogaria com o coração.

Apenas03

Até ontem a Fran costurava sua permanência em cima do jogo de negação daquilo que ela falou ou fez nesta primeira semana. Procurou o Cezar na academia e meio que fizeram um pacto de parceria chegando a elaborar que eles seriam “do bem” e os demais “do mal”. E nesse tentar esgueirar-se de seu discurso e atitudes no jogo a Fran até vinha razoavelmente bem, no entanto, na discussão da manhã suas contradições foram enormes. Negou tudo que falou, ficou acuada diante da tranquilidade de Fernando em levar a discussão, negou que houvesse pressionado Mariza com o voto do Anjo, quando na verdade ela pressionou sim, negou que tivesse articulado para Amanda ficar com Fernando quando todos nós sabemos que ela chegou a bater no peito, orgulhosa de ser a fada madrinha. O problema da Fran é que ela, por falta de coragem, está se colocando num limbo entre jogo da razão e jogo do coração. Ela quer jogar contra os outros com a razão, mas quer que os outros joguem contra ela com o coração.

Apenas04

Tem gente acreditando que a Fran é fundamental para esse jogo do BBB15. Eu tenho minhas dúvidas, pois creio que Fran não rende mais do que essa polêmica da informação externa que vazou através do Marco. Existe uma boa possibilidade de um grande embate entre Fernando e Marco e os jogadores são bons e muitas boas surpresas surgirão. O jogo dela já está todo na mesa, já foi todo revelado. Mas, caso ela continue no programa Marco e Fernando terão que ter muita inteligência para não transformá-la em vítima das circunstâncias. Aliás, hilariamente, o povo que gosta de jogo anda torcendo para que esse jogo do coração, o de vítima, vingue com a Fran e a faça campeã. Nesses momentos que a gente percebe que esse papo de que eu gosto de jogo e os outros não é pura retórica. Na verdade, o povo gosta mesmo é dos jogadores, independentemente de sua maneira de jogar. E tudo neles justificarão independente de suas incoerências.

Apenas05

Meu amigo Pan trouxe para a discussão nos sistema de comentários do De Cara Pra Lua uma questão da física quântica. Vishe! Esse povo que comenta aqui no DCPL é porreta mesmo e constantemente me desafia na discussão. A questão que ele trouxe foi o princípio de que o simples fato de observarmos determinado objeto modifica sua natureza já que o olhar sendo energia se choca com a energia dos elétrons modificando sua trajetória. O que o Pan queria discutir é que a informação trazida pelo Marco modificou sim o rumo dos acontecimentos já que até o ato de observarmos o Big Brother modifica sua natureza. Pan, talvez eu ainda esteja um pouco como Einstein e sua crença de que Deus não joga aos dados.

Apenas06

Agora, a informação que Marco levou ao jogo mudou a dinâmica do grupo? Sim, porque ele jogou certo, mas isso não necessariamente poderia ter sido um trunfo positivo. Pois informações externas podem reverter contra os jogadores que a detém. Exemplo, se a Fran não estivesse usando as prerrogativas propostas por ela (do vale tudo), se ela tivesse guardado os trunfos de seu jogo e não saído desesperadamente colocando todo seu jogo na mesa, a informação do Marco poderia cair no vazio ou se voltar contra ele. E Fernando não teria fundamentos para aceitar a palavra do Marco, tampouco para fazer a articulação desse paredão. Lembre-se que Fernando já havia percebido o jogo da Fran antes mesmo do Marco conversar com ele. O que aconteceu, foi um jogo bem jogado contra um jogo afobado e precipitado da Fran. Diante do que o Marco falou, cada jogador fez um flash back e se sentiu manipulado por ela. A informação do Marco e as deduções do Fernando encontraram em cada jogador um terreno fértil para proliferarem. Dizem, de maneira simplista, que quem não concorda com o jogo da Fran quer um jogo de casal. Acho que reduzir esta discussão tão interessante do BBB15 a essa dicotomia não é lá muito inteligente. Pois, a questão não é ser jogo de casal, é apenas ser jogo bem jogado. O casal é apenas mais um elemento desse jogo, que pode existir ou não, sem tirar o brilho desta temporada.

 

*Obrigada Genaro pelo vídeo.

Compartilhar o Post

Entrar

Siga-nos @DeCaraPraLua

Facebook

Comentários