Mês: Janeiro 2015

Deslises01

O jogo no BBB15 não acabou, na verdade, ele está apenas começando. E com a mesma disposição da primeira semana, não houve fato nenhum que tirasse o ímpeto dessa turma. E esse ímpeto pode ser a perdição de alguns jogadores. Fernando começou bem o jogo. Ele é inteligente, tem carisma e uma bela história de vida. Poderia levar esse jogo na maior tranquilidade, mas como confinamento é muito mais cruel do que eles imaginam, Fernando vem perdendo a mão no jogo e provocando polêmicas perigosas. O jogador ser polêmico é bom, o jogo, em geral, gira ao seu redor, no entanto, mover-se nessa areia movediça que é o jogo do BBB requer mais do que inteligência, carisma ou uma bela história de vida. Eu não saberia dizer o que está provocando os erros do Fernando. Vaidade? Falta de conhecimento do como é o jogo do BBB?

Deslises02

Pois jogar no Big Brother não é pecado, mas existem determinadas coisas que não se fala quando se é observado 24 horas por dia porque se revela o jogo ou se fala bobagens desnecessariamente. O jogador que se atreveu a fazê-lo, o Marcelo Dourado, tinha um embate com os gays do programa e o preconceito enraizado no público ajudou-o a se safar das sandices que ele falou no BBB10. Falo no Dourado porque eu ontem li muita gente que achava Dourado o máximo dizendo que o Fernando era um monstro. Como assim Bial? Fernando está momentaneamente equivocado, precisa urgente parar para refletir naquilo que sai de sua boca. Ele meteu-se numa confusão que sugeria um triângulo amoroso, portanto qualquer comentário que ele fizer sobre a Amanda pode transformá-la numa vítima das circunstâncias. Ontem, diante da brincadeira do Luan, de que Amanda teria dito que iria pegar em suas partes íntimas à força, Fernando disse que lhe daria uma cotovelada e lhe quebraria os dois dentes da frente. Foi uma brincadeira, ele tinha bebido e quis, para não perder a discussão, aparecer para o Luan  Mas, Fernando, meu querido, você não está em casa ou numa roda de amigos, você está no Big Brother Brasil. E esse comentário foi feito enquanto a Amanda se acabava de dançar na pista, feliz e faceira. Pegou mal, Fernando.

Deslises03

Infelizmente não tem como dizer diferente. Eu bem que gostaria, pois imagino que um cara com sua história de vida talvez não tivesse coragem de realmente bater em uma mulher. E gosto da inteligência do Fernando para o jogo, gosto, inclusive, do envolvimento dele com Aline. Mas, acho que ele está cometendo os mesmos erros da Fran, se expondo de maneira desnecessária, colocando seu jogo na corda bamba por conta de sua boca grande. Se o comentário do Fernando tivesse sido isolado, fora de um contexto, talvez Fernando pudesse se safar com poucas consequências. Mas, Fernando tem mostrado uma ingenuidade enorme ao revelar seu jogo de casal, ao discutir com Aline o melhor rumo para a história deles na casa. Então, quando se juntam, essas duas coisas, colocam Fernando diante da possibilidade séria de dar com os burros na água. Não importa se Amanda é uma mala, se é louca. O melhor caminho para Fernando seria tratá-la com carinho e cortesia, porque afinal de contas o papel que a Amanda está se dispondo a fazer é o de mulher apaixonada. E isso lhe dá um caráter de fragilidade que, diante dos comentários do Fernando, pode reverter o jogo a favor da Amanda. Amanda está numa situação desfavorável no jogo em relação à Fernando, portanto, ser generoso nesse momento seria muito importante, pois seria um gesto de grandiosidade. Quando ataca Amanda, o jogo do Fernando se amesquinha.

Deslises04

Mas não acho que Fernando seja mau caráter, ele está apenas fazendo um jogo burro que pode lhe custar muito caro. Que pode tirar de seu campo a possibilidade de vitória no jogo e colocar a bola nos pés da Tamires, por exemplo. Ou de qualquer outro jogador. Lembrei-me da Tamires porque ela está começando a fazer uma trajetória interessante. E para isso foi fundamental que a Fran fosse eliminada. Caso isso não tivesse acontecido, Tamires continuaria sendo a assecla da Fran, o leva e traz das rodinhas de fofoca. Quando Fran saiu, Tamires foi obrigada a jogar sozinha e a pensar o jogo. Eu cheguei a falar que a saída da Fran poderia fazê-la crescer nesse jogo e eu não estava errada. Ontem, no lugar de ficar de canto fofocando com a Fran, Tamires caiu na pista, encheu a cara, foi assediada pelo Luan, pelo Adrilles, pelo Cezar, pelo Douglas, ou seja, se divertiu na festa. Com a Fran na casa isso não lhe seria permitido.

Deslises05

Hoje, conversando com Adrilles, Tamires mostrou que tem personalidade. Não comprou a história de demonização da Francielli, pelo contrário, defendeu a pessoa que ela conheceu e se ligou em uma semana. Pouco importa a minha opinião sobre o jogo da Fran. Eu não posso olhar o jogo apenas sob o meu olhar. A gente tem que tentar olhar o jogo sob a perspectiva de quem o está vivendo. E levando-se isso em consideração, mesmo eu não gostando do jogo da Fran, eu vejo qualidades imensas em quem não se deixou levar pela opinião do grupo. Tamires, agora entrou no jogo. E assim como ela, o casal Talita e Rafael também pode aproveitar as falhas do jogo do Fernando para crescer. Aliás, a brechas desse jogo são enormes e qualquer um pode se dar bem. Inclusive Fernando. Ontem, Rafael já disse que não confiava no Fernando, que a única pessoa que ele e Talita poderiam confiar seria um no outro. Esboço de um embate futuro? Talvez. E caso seja abraçado pelo Rafa esse será um passo importante para seu crescimento. O legal não é a desconfiança do Rafa em relação ao Fernando, afinal de contas eles são aliados, mas o fato do Rafael ter demonstrado que também faz suas próprias reflexões. E num jogo onde duas forças, Marcos e Fernando, tentam puxar para si o domínio dos jogadores, pensar por si, pode ser um trunfo importante.


BBB15 – Fernando e Aline tem DR depois de… por GenaroBBB

Quem aceitou, curtiu e concordou com as máximas da Fran de que no jogo vale tudo, só não vale roubar e matar e de que ela faria aliados para depois queimá-los, ou seja, traí-los, tem que pelo menos olhar com bons olhos qualquer tipo de jogo que rolar no BBB15. Ou dar o benefício da dúvida aos jogadores. Se vale tudo, vale falar uma coisa e fazer outra, vale repetir aquilo que você criticou e puxar o tapete do adversário. Marco e Fernando estão jogando muito, e, do ponto de vista estratégico, estão jogando bem. O problema do Fernando, como bem disse minha amiga Ana Castilho, é estar tão preocupado com seu roteiro no jogo. O que é de uma ingenuidade monstra, mas ao mesmo tempo de uma sinceridade absurda. Que pode ser suicida.

Parece que eles estão tão à vontade que acham que podem falar o que quiserem. Pelo menos, ninguém pode acusar o Fernando de não estar sendo verdadeiro e jogador. A gente sempre imagina que quando eles vivem uma história dentro do BBB todas as questões que o Fernando tem verbalizado passe pela cabeça dos jogadores. No caso da história de casal saber se estão fazendo sucesso, se existe um contraponto ao seu jogo, como sobreviver lá dentro, como eles estão sendo observados. No caso da Aline, qual teria sido um melhor jogo, se fazer de difícil ou cair dentro do sexo rasgado. O problema é verbalizar e isso não tem necessariamente nada a ver com a veracidade ou não da história vivida. Ontem, quando a Aline ficou preocupada pelo fato de ter feito sexo no programa, Fernando tentou acalmá-la. Naquele momento, eu só vi um cara preocupado com a menina que estava com ele, carinhoso e gentil.

Mas, talvez isso não baste ao Fernando porque ao verbalizar tudo que lhe passa pela cabeça com relação ao casal que ele faz com Aline, Fernando cria duas situações difíceis. Primeiro, dá munição aos torcedores contra ele, entrega de bandeja argumentos para detoná-lo no jogo. Segundo, compra uma briga com a direção do programa que não perdoa esta atitude, pois ela coloca em xeque a veracidade do jogo. Quem edita o Big Brother tende a gostar de quem se joga de cabeça no jogo e o vive sem se preocupar com o amanhã ou com o que as pessoas aqui fora estão dizendo. Essa é a premissa do BBB, imersão total num ambiente de confinamento.

Fernando e Aline não têm noção do tamanho da repercussão que tudo que eles falam tem aqui fora. Fernando tem uma grande torcida e Aline aos poucos vai se firmando no grupo. Eu não creio que o fato deles verbalizarem seu roteiro no jogo seja necessariamente porque não se gostam ou porque estão juntos apenas por interesse. Esses casais mais desacreditados tendem a fazer uma parceria pra vida depois que o jogo acaba. Resta saber se a torcida do Fernando vai ter força e garra para mantê-lo no jogo. Ou se quem deseja vê-lo fora da casa vai conseguir fazer frente à determinação de sua torcida. Jogo que se joga aqui fora, mas que precisa de uma mãozinha do Fernando para que ele não se perca de maneira irremediável.

Resto01

A primeira semana do BBB15 não precisou de turbo para acontecer. Ela aconteceu pela movimentação dos próprios jogadores. Desde o primeiro dia, a discussão sobre votos dominou a casa, mas, por uma série de erros cometidos, a Fran foi eliminada e o jogo mudou o foco. Quase todo o grupo pecou por excesso de açodamento em mostrar a cara e ir para o jogo logo na primeira semana. Imagino que nem todos os jogadores entraram com essa estratégia. Apesar deles não terem o perfil que o programa vinha adotando nas últimas temporadas, todos conhecem o jogo do Big Brother. Deu para visualizar três tipo de jogadores nesta edição: os recatados por natureza, os quietos por estratégia e os açodados por temperamento. Os recatados eram Tamires, Mariza, Rafael e Aline. Os quietos por estratégia eram o Cesar, Talita, Fernando e o Marcos. E os açodados eram Luan, Douglas, Fran e a Amanda. O Adrilles é hors concours, não dá para encaixá-lo em nenhum grupo a priori.

Resto05

No entanto, as situações de jogo foram provocando uns e mudando o rumo da história. Marcos e Fernando tiveram que se apresentar no jogo em função dos acontecimentos. Marcos não ia dar a cartada na Fran nesta primeira semana. Sua intenção era aguardar um pouco mais. Mas, diante da articulação do Fernando, ele não teve mais como se esconder. E Fernando, por conta da história com a Amanda e entrada da Aline, foi obrigado a dar a cara à tapa para reverter uma situação complicada. Não sei se Fernando pensou em entrar no BBB e logo na primeira semana se ver envolvido num triângulo amoroso difícil de resolver por conta das atitudes loucas da Amanda. Fernando parece ser um cara que procura observar antes para depois tomar uma atitude.

Resto03

O grande problema de Fernando são as mulheres. Ele mesmo revelou que esse é o seu calcanhar de Aquiles. Estar no centro de uma discussão como essa sem muito tato para resolvê-la pode ser a perdição de bons jogadores. O jogo do Junior no BBB14 acabou por conta de um rolo parecido. O do Fernando quase foi por água abaixo também. Mas, Fernando sabia que estava lidando com águas turvas e essa consciência, acredito, foi seu maior mérito nesta primeira semana. Enquanto Junior lá no BBB14 negou o problema que o atolava até o pescoço, Fernando sabia que sua cabeça podia rolar. E colocar Fran para fora do jogo era fundamental para que ele conseguisse se firmar novamente. Ele falou isso para Fran: Eu vou me erguer de novo. E conseguiu. Ganhou alguns desafetos na net, mas qual bom jogador de BBB não passou por isso?

Resto06

Por ter reconhecido seu erro e ter derrotado sua grande oponente no momento, Fernando avançou algumas casas no tabuleiro do BBB. Ele conseguiu sair do rolo da Amanda, pegou a mulher mais bonita da casa e eliminou um desafeto importante. Até para dar a volta por cima no lance da Amanda, a eliminação da Fran foi importante para o Fernando. Amanda está sem interlocutor para suas cenas de “meu mundo caiu”. Ao cair o mundo da Francieli, ela levou consigo muita da mágoa da Amanda contra o Fernando. Amanda hoje virou uma figura caricata, e, se ela tiver bom humor para lidar com essa primeira pedra em seu caminho, ser rejeitada em rede nacional, ela pode dar uma guinada em sua história.

Resto02

Os açodados ficaram com um problema sério. Luan quase foi parar no paredão por conta da superexposição a que se submeteu. E, dependendo com quem ele fosse, o risco de ser eliminado era muito grande. O açodamento de Luan foi diferente do da Fran. No caso dele, foi uma exposição pessoal e não uma questão de jogo. Da mesma maneira, Douglas e Amanda. Dos quietos por estratégia a grande incógnita é o Cezar. Talita ao se envolver com o Rafa foi saindo do recuo por conta das situações do jogo de casal. Mas, ao mesmo tempo, ao arrumar um namorado tão quietinho no jogo, a Talita reduziu seu campo de atuação. Do grupo é das que tem mais carisma, sendo esse seu grande trunfo. Os únicos que ainda não deram a cara para bater foram a Tamires, o Cezar e a Angélica. Porque Mariza, por conta da liderança que lhe foi imposta e da indicação que teve que ser feita, foi obrigada a sair de seu esconderijo.

Resto07

Foi natural que após a eliminação da Francieli o grupo desse uma recuada no ímpeto do jogo. Afinal de contas, eles eliminaram a Fran que já estava se estabelecendo como uma das lideranças do programa. E a eliminaram por conta de uma história com forte cunho moral: a questão da traição. Acredito que isso levou o grupo a momentaneamente ser obrigado a lamber suas feridas e refletir em suas atitudes. Mas isso não quer dizer que não existam outros pontos de tensão.

Resto04

Cezar, quando soube que foi citado por Fernando na discussão com a Fran, partiu imediatamente para tomar satisfação com o carioca. Amanda tomou um susto, mas isso não significa, por conta de seu temperamento, que ela enfiou a cabeça na areia e ficará nessa posição o tempo todo. Tamires ainda não desabrochou, mas ela tem muito potencial. Se ela conseguir colocar pra fora, pode entrar no jogo a qualquer momento. Talita só falta o bebê (que pode ter sido concebido ontem) para tirá-la do prumo total. Adrilles já mostrou o rumo que ele pode tomar quando Mariza titubeou em relação ao Douglas. Ele é uma bomba de autocombustão. Aline… Ahhh… Aline continuará ornamentando nossas tardes na piscina. O Marcos não vai deixar o Fernando dominar e engolir o jogo de graça. Lembrem-se, Marco é jogador de pôquer e já disse que não gosta de perder e que é melhor morrer do que desistir. Vocês acham que isso passará em brancas nuvens nesse jogo? Duvido!


BBB15 – Talita e Rafael tem “Noite Especial” 28… por GenaroBBB

 

Talita jurou que não ia para debaixo do edredom, a família confirmou. Mas logo na primeira semana, Talita e Rafa transam sem camisinha no BBB15. Ato irresponsável em todos os sentidos, pois sexo sem proteção é a primeira coisa que os jovens hoje aprendem a não fazer. Vocês fariam sexo sem proteção no Big Brother? Com alguém que você encontrou há apenas uma semana? Ou melhor, você faria sexo sem proteção em qualquer outra situação? Ou sexo no BBB mesmo com proteção? O susto foi tão grande que eles nem conseguiram disfarçar o que haviam feito. Hoje pela manhã Talita pediu a pílula do dia seguinte à produção do BBB que solenemente ignorou o seu pedido. Vishe! Será que tem um Rafinha ou Talitinha a caminho?

 

*Beijos, Genaro!

Twteets01

Eu acredito que depois de quatorze edições quem se dispõe a entrar no Big Brother sabe que vendeu sua alma ao diabo. Sendo essa diabólica função dividida entre público e direção do programa. Fran foi eliminada ontem à noite e as responsabilidades por sua eliminação estão sendo fartamente divididas entre o público que, segundo alguns, não sabe votar e entre a direção do BBB que permitiu que Marco levasse a informação da vinheta da Fran para dentro do programa, ou que tivesse utilizado uma frase “fora de contexto” da Fran em sua entrevista da cadeira elétrica e a transformado em sua vinheta de apresentação ao público. Ninguém sequer fala na responsabilidade da própria Francielli nesse imbróglio todo.

Twteets02

Fran assistia ao Big Brother. Se não fosse apenas pelas inúmeras dicas que ela deu nas conversas travadas na casa, a utilização de uma máxima que causou tanta polêmica no BBB, a de que vale tudo só não vale roubar ou matar, é um bom indicativo de que a Fran sabia bem em que terreno estava pisando. Eu até acho que nas tais entrevistas para entrar no programa eles falam muita coisa que não dispostos a cumprir. Mas falam. E este ano não foi o primeiro em que as entrevistas da cadeira elétrica são liberadas ao público. E não creio que esse tenha sido o caso da Fran.

Twteets03

Suas atitudes na primeira semana do programa demonstraram claramente que sua promessa de “fazer aliados e depois queimá-los todos” não foi feita na pressão da cadeira elétrica. Fran acreditava nessa linha de jogo e entrou no Big Brother colocando-a em prática. E foi além, verbalizou com suas meninas que caso voltasse ao jogo seu foco seria colocar a Aline e a Talita no paredão para desestabilizar os casais. Ou seja, comprou uma briga com uma torcida que ela sequer sabia o tamanho. Fran foi suicida, e de certa maneira ingênua. Talvez seja frequentadora do twitter e tenha tomado como base de sua estratégia as discussões da rede social.

Twteets04

Foi uma perda para o jogo a saída da Francielli? Foi sim, pois alguém com tanta disposição para o jogo sempre movimenta a casa. Mas, ao mesmo tempo sua permanência iria arrastar por semanas essa discussão da vitimização da Fran. E o jogo poderia ficar insuportável, focado nesse drama, nesse jogo de vítima, na divisão da casa entre bem e mal com cada lado puxando a brasa para sua sardinha querendo ser do bem. Inclusive a torcida, mesmo a torcida pró jogo que também está impregnada pelos valores morais que regem os julgamentos no programa. As discussões de domingo até terça nas redes sociais foram muito elucidativas, no fundo ninguém é diferente. Aliás, a única diferença é alguns se intitularam de iluminados e mais inteligentes do que os demais, o que, em minha opinião é uma baita burrice. E de uma enorme prepotência.

Twteets05

Ontem me acusaram de eu só torcer por mulheres fracas, ou bobas, no BBB. Bem se a Sabrina e a Iris são fracas eu acredito que muita gente gostaria dessa fraqueza que as fizeram acumular mais dinheiro, sucesso e admiração do que quem as julgam dessa maneira. Ou Maria que enfrentou um câncer com fé e determinação e Fernanda Keulla que soube construir sua vitória no BBB13 e hoje busca seu lugar ao sol. Eu não conheço a Maria e Fernanda intimamente, mas quem conhece Sabrina e Iris sabe o quanto são encantadoras, inteligentes e determinadas. Se essas mulheres por quem eu torci são bobas e fracas, eu saúdo essa fraqueza. E esse conceito de ser fraca ou forte é muito relativo. Quem é mais forte? A mulher que vai à luta e enfrenta um mercado de trabalho ou aquela que fica em casa e se dedica a criar os filhos? A mulher da cidade inserida dentro de um contexto urbano ou aquela que vive no interior com uma perspectiva de vida mais simples? A mulher que teve condições de estudar e conseguiu fazer faculdade, mestrado e doutorado ou a que ficou na ignorância por força das circunstâncias? A menina aparentemente boba no Big Brother mas com inteligência emocional para levá-la à vitória, ou longe na vida, ou aquela que entrou tacando o pé na porta e fez um jogo confuso e atabalhoado e que caiu depois no esquecimento? Sinceramente eu não sei. Porque independente do que você faça, ou onde você more, os problemas da vida estão aí e batem a nossa porta no momento em que a gente menos espera. E são esses momentos que darão a medida exata de onde está a nossa força ou fraqueza para enfrentá-los.

Twteets06

E eu não sei se Fran era essa Coca-Cola toda. Quando viu seu jogo revelado, Francielli não teve peito de assumi-lo, pelo contrário, negou tudo, saiu do papel de jogadora e tentou abraçar o de vítima com o mesmo açodamento em que bateu no peito e disse que valia tudo, menos roubar ou matar. E essa incoerência da Fran, ou melhor, sua covardia não é indicativo de uma mulher fodona, ou seja, forte e corajosa. Ou até mesmo esperta e inteligente. Pelo contrário, revelou uma mulher rasteira e dissimulada.

Twteets07

E como fica o jogo agora? Não sei. Pois quem faz o jogo são os jogadores. Só lamento que um grupo que foi tão elogiado na primeira semana seja detonado por parte das redes sociais por conta da eliminação de seu intitulado “melhor jogador”. O BBB15 será um jogo de casais? Não sei também, pois acho que existem bons jogadores individuais que podem surpreender no jogo. Eu sequer gosto dos casais desta edição. Rafael e Talita não montaram uma história para seu romance, logo na segunda noite eles caíram um na cama do outro. Apesar de que, pelo carisma da Talita, eles estão se equilibrando no jogo. Fernando e Aline começaram com um mote excelente para casal, a questão do triângulo amoroso. Mas, como a Amanda recuou diante da escolha do público pela Aline, esse mote caiu meio no vazio. Talvez, quem sabe, com a saída da Fran ela volte a atacar? E já adianto esse assunto porque depois não quero que me acusem de estar traindo essa ou aquela torcida no BBB15. É por demais simplista afirmar que quem não gostava da Fran quer um jogo de casal. Isso não significa que eu seja contra os romances. Acho que pegação, romance e beijo na boca são parte da vida e como eu olho o BBB sob a ótica dele ser um simulacro das relações sociais aqui fora, ficar com alguém no jogo está dentro do contexto.


BBB15 – Fran e Fernando conversam na Festa 24… por GenaroBBB

Quando Fran falou para Fernando que no Big Brother valia tudo, só não valia matar e roubar, ela tira dos demais jogadores qualquer culpa com as decisões sobre ela tomadas no jogo. Pois se ela vai jogar sob esse princípio tem que acatar que os outros tenham o mesmo direito. Da mesma maneira, quem acha a Fran uma grande jogadora por levar de volta esse princípio ao jogo também não pode reclamar das articulações feitas contra ela. Pois se o jogo vale para um lado, também vale para o outro. Eu falei em levar de volta porque essa foi uma frase que ficou célebre no BBB5, dita pelo PA quando perguntado o que valia a pena fazer pelo prêmio do programa. Sete anos se passaram e o público não fica mais tão chocado por essa filosofia de jogo, no entanto, ela continua tendo suas consequências.

Apenas01

Pois se eu acredito que tenho o direito de fazer o que quiser no jogo, exceto roubar e matar, tenho que dar o mesmo direito aos demais contra mim. Tenho que ter fair play para enfrentar uma combinação de votos para me colocar no paredão sem uma cobrança sequer aos demais jogadores, sem arredar pé de minhas convicções, sem tentar virar o jogo fazendo de conta que tudo que foi dito não passava de uma brincadeira ou ironia. Quem assistiu à conversa de Fran e Fernando na festa sabe que Fran estava falando a vero. Ela estava até se sentindo muito vaidosa pelo fato do Fernando reconhecê-la como jogadora, aceitou o desafio do Fernando. E nesta conversa outro dado importante é que Fernando também se assumiu jogador, falou que se Aline ficasse ele iria partir para o jogo e que não aceitava a premissa de jogo da Fran. Tudo claro, colocado em pratos limpos.

Apenas02

O problema da Fran é que ela jogou mal e Fernando jogou bem. Ele soube articular os votos necessários para colocá-la no paredão e não importa se é tarde ou cedo, não existe princípio ético que nos diga que devemos esperar a bala sair do revolver para, então, defendermos nossa integridade física. Acho, inclusive, que Fernando atacou no momento certo, se é para tentar tirar a Fran tem que ser antes que o jogo dela cresça e bata de frente com o dele. O princípio do jogo BBB é tentar eliminar seus adversários de jogo. Ninguém jamais estabeleceu que existe um momento certo para fazê-lo. Essa decisão é livre arbítrio de cada um. E o Fernando não perdeu sua coerência, o discurso que ele usou na festa com Fran foi o mesmo usado hoje pela manhã na grande discussão que houve sobre os votos. Na conversa com Fran ele falou que era jogador, mas que jogaria com o coração.

Apenas03

Até ontem a Fran costurava sua permanência em cima do jogo de negação daquilo que ela falou ou fez nesta primeira semana. Procurou o Cezar na academia e meio que fizeram um pacto de parceria chegando a elaborar que eles seriam “do bem” e os demais “do mal”. E nesse tentar esgueirar-se de seu discurso e atitudes no jogo a Fran até vinha razoavelmente bem, no entanto, na discussão da manhã suas contradições foram enormes. Negou tudo que falou, ficou acuada diante da tranquilidade de Fernando em levar a discussão, negou que houvesse pressionado Mariza com o voto do Anjo, quando na verdade ela pressionou sim, negou que tivesse articulado para Amanda ficar com Fernando quando todos nós sabemos que ela chegou a bater no peito, orgulhosa de ser a fada madrinha. O problema da Fran é que ela, por falta de coragem, está se colocando num limbo entre jogo da razão e jogo do coração. Ela quer jogar contra os outros com a razão, mas quer que os outros joguem contra ela com o coração.

Apenas04

Tem gente acreditando que a Fran é fundamental para esse jogo do BBB15. Eu tenho minhas dúvidas, pois creio que Fran não rende mais do que essa polêmica da informação externa que vazou através do Marco. Existe uma boa possibilidade de um grande embate entre Fernando e Marco e os jogadores são bons e muitas boas surpresas surgirão. O jogo dela já está todo na mesa, já foi todo revelado. Mas, caso ela continue no programa Marco e Fernando terão que ter muita inteligência para não transformá-la em vítima das circunstâncias. Aliás, hilariamente, o povo que gosta de jogo anda torcendo para que esse jogo do coração, o de vítima, vingue com a Fran e a faça campeã. Nesses momentos que a gente percebe que esse papo de que eu gosto de jogo e os outros não é pura retórica. Na verdade, o povo gosta mesmo é dos jogadores, independentemente de sua maneira de jogar. E tudo neles justificarão independente de suas incoerências.

Apenas05

Meu amigo Pan trouxe para a discussão nos sistema de comentários do De Cara Pra Lua uma questão da física quântica. Vishe! Esse povo que comenta aqui no DCPL é porreta mesmo e constantemente me desafia na discussão. A questão que ele trouxe foi o princípio de que o simples fato de observarmos determinado objeto modifica sua natureza já que o olhar sendo energia se choca com a energia dos elétrons modificando sua trajetória. O que o Pan queria discutir é que a informação trazida pelo Marco modificou sim o rumo dos acontecimentos já que até o ato de observarmos o Big Brother modifica sua natureza. Pan, talvez eu ainda esteja um pouco como Einstein e sua crença de que Deus não joga aos dados.

Apenas06

Agora, a informação que Marco levou ao jogo mudou a dinâmica do grupo? Sim, porque ele jogou certo, mas isso não necessariamente poderia ter sido um trunfo positivo. Pois informações externas podem reverter contra os jogadores que a detém. Exemplo, se a Fran não estivesse usando as prerrogativas propostas por ela (do vale tudo), se ela tivesse guardado os trunfos de seu jogo e não saído desesperadamente colocando todo seu jogo na mesa, a informação do Marco poderia cair no vazio ou se voltar contra ele. E Fernando não teria fundamentos para aceitar a palavra do Marco, tampouco para fazer a articulação desse paredão. Lembre-se que Fernando já havia percebido o jogo da Fran antes mesmo do Marco conversar com ele. O que aconteceu, foi um jogo bem jogado contra um jogo afobado e precipitado da Fran. Diante do que o Marco falou, cada jogador fez um flash back e se sentiu manipulado por ela. A informação do Marco e as deduções do Fernando encontraram em cada jogador um terreno fértil para proliferarem. Dizem, de maneira simplista, que quem não concorda com o jogo da Fran quer um jogo de casal. Acho que reduzir esta discussão tão interessante do BBB15 a essa dicotomia não é lá muito inteligente. Pois, a questão não é ser jogo de casal, é apenas ser jogo bem jogado. O casal é apenas mais um elemento desse jogo, que pode existir ou não, sem tirar o brilho desta temporada.

 

*Obrigada Genaro pelo vídeo.

Entrar

Siga-nos @DeCaraPraLua

Facebook

Comentários