Mês: maio 2014

GanchoxPan01

 Aqui no De Cara Pra Lua a gente ficou num impasse com o Aprendiz Celebridades de ontem. Roberto achou que o Justus infringiu a regra do programa que ele mesmo disse ser uma decisão soberana do líder, ao barrar a ida da Michele indicada por Pedro (o líder) para a sala de reunião, eu achei que Justus agiu como se a empresa fosse dele, ou seja, as regras funcionam de acordo com sua consciência.

GanchoxPan02

Aliás, o Justus faz questão de afirmar sempre que as decisões finais são sempre tomadas por ele. Enfim, certo ou errado, o fato é que Michele ficou fora da lista de possíveis demitidos então Pedro foi obrigado a levar o Raul Boesel para enfrentar o Justus e seus conselheiros junto com ele e o Amon Lima.

GanchoxPan03

Estava meio óbvio que o Pedro ia acabar dançando. Primeiro, porque ele centrou seus esforços em tentar demitir a Michele o que mostrou ser uma decisão puramente pessoal já que a Marinha do Brasil a considerou com a melhor performance dos dois grupos envolvidos na disputa. Segundo, porque aquele jeito de Rolando Lero do Pedro ia acabar se mostrando e fazia sem poder de argumentação suficiente para livrá-lo da demissão quando confrontado por Justus e seus assessores. Pedro havia anteriormente conseguido levar a melhor com sua enrolação, mas sendo líder do grupo fica difícil jogar a responsabilidade dos erros em cima dos ombros alheios. Resultado? Assim como eu previa, Pedro não resistiu à pressão e foi demitido. Roberto disse que foi o Capitão Gancho que demitiu o Peter Pan.

GanchoxPan04

Em situações como a proposta pelo desafio da Marinha a postura da Michele é sempre mais bem vinda. Apesar de ter temperamento forte, a seriedade com que ela encara cada tarefa compensa esse seu lado negativo. Claro que um bom relacionamento é sempre importante num ambiente de trabalho. Assim como Michele, eu briguei por anos com minha maneira muito colocada, com minha recusa em fazer a política de boa vizinhança fechando os olhos para os erros que eu via serem cometidos. Mas, assim como Justus, eu aprendi ao longo dos anos que uma dose de flexibilidade é a temperança necessária para focar competência e clima organizacional em favor dos resultados.

GanchoxPan05

Michele tem esse grande desafio a sua frente, dar a volta por cima e consertar as desavenças entre ela e seu grupo. Não por hipocrisia, mas porque um clima por demais tumultuado não favorece nenhum bom desempenho. E a equipe Fênix vai precisar de bons resultados para se manter nesse jogo de desafios corporativos.

GanchoxPan06

E mais uma vez o Nahim segue em frente. Eu acho que os dois grupos têm um calo em seu sapato, por motivos diferentes, mas mesmo assim pedras a serem transpostas. Na equipe Next claro que é o Nahim, por sua postura egocêntrica e por sua vaidade extrema. Na equipe Fênix é a Michele, por sua intolerância e falta de jogo se cintura. Ambos criam em suas respectivas equipes um clima ruim de trabalho. Não basta ser autoconfiante ou competente para fazer as coisas funcionarem, saber negociar internamente as diferenças do grupo é um ponto importante para todo executivo empreendedor, portanto vamos ver como Nahim e Michele aproveitam a chance de ainda estarem na competição para crescer e mudar de temperamento.

Favoritos01

Outro dia lendo sobre as estatísticas da seleção brasileira, diziam que todas as vezes que o Brasil foi campeão do mundo o time possuía a maioria de seus jogadores atuando aqui pelas nossas bandas.

Favoritos02

Não sou de acreditar em regras, pois parto do principio que elas foram feitas para serem quebradas (rs). E não apenas para ser do contra, mas realmente por principio. Para podermos evoluir o que é novo deve ganhar uma oportunidade de pelo menos ser testado.

Favoritos03

O que não foi dito, é que nos anos das vitórias nossos melhores jogadores, ou pelo menos a maioria, jogava em nossos clubes de futebol. E também o nosso calendário, que termina sempre no final do ano, permitia que nossos jogadores chegassem à Copa da Fifa, que é realizada sempre no meio do ano, com o potencial físico no auge por estarem no meio das competições.

Favoritos04

os europeus e argentinos terminam suas temporadas justamente no meio do ano as véspera da Copa, como estamos vendo acontecer agora, portanto seus atletas com toda certeza estão com suas musculaturas no limite.

Favoritos05

Nas três primeiras conquistas da nossa seleção nossos times eram infinitamente superiores, técnica e fisicamente. Tanto que em 1962 com um time de idade avançada bisamos o feito, e em 1970 o time de Zagalo voava em campo no segundo tempo do jogo.

Favoritos06

Em 1994 e 2002 esta regra, a de utilizarmos os jogadores atuando no Brasil, foi importante para conseguirmos vencer. E ainda tem comentarista esportivo que defende adequar o nosso calendário ao europeu, como um colonizado, mesmo sabendo que nossas mais altas temperaturas ocorrem em dezembro, janeiro e fevereiro e que elas prejudicam inclusive a saúde dos atletas.

Favoritos07

Mas voltando aos favoritos, este ano a regra não conta, pois nossos melhores jogadores, e provavelmente dos titulares, apenas Fred joga no Brasil, vamos ter de ganhar na raça. A meu ver os candidatos ao titulo são três, Brasil, Alemanha e Argentina por terem os melhores jogadores e times mais entrosados.

Favoritos08

Isso não quer dizer que se um vento bater de lado e os três favoritos bobearem, Espanha, Inglaterra e Itália não possam faturar o titulo. Eles possuem times e tradição que no final conta muito quando um time embala.

Favoritos09

Agora correndo por fora vejo Holanda, Chile, Portugal, Colômbia, França e Bélgica países que podem surpreender os favoritos se os deuses do futebol resolverem mexer os seus pauzinhos.

Favoritos10

México e Uruguai poderiam estar nesta turma, porém não acredito que consigam montar times competitivos nesta Copa. E os outros dezoito restantes são apenas coadjuvantes e será surpresa se algum deles chegar as quartas de final.

 

SuperStarMae01

O SuperStar de ontem foi dedicado às mães, afinal de contas era o dia delas. O que eu ainda não contei aqui é que eu achava que o Dia das Mães tinha sido no domingo retrasado. Portanto, comprei presente, flores, uma torta de chocolate e lá fomos eu e Roberto almoçar na casa de meus pais. No caminho eu telefonei para avisar que estávamos chegando. O telefone tocou, tocou, tocou e nada de ninguém atender.

SuperStarMae02

Decidimos ligar para o celular de meu pai e, então, descobrimos que eu estava uma semana adiantada no tempo, que meus pais estavam em um batizado e que eu havia desejado um Feliz Dia das Mães aqui no De Cara Pra Lua com uma semana de antecedência. Para vocês verem como minha cabeça está totalmente fora de sintonia. Mas, como todo dia deveria ser o Dia das Mães, eu acho que não cometemos nenhum grande pecado sem perdão.

SuperStarMae03

Enfim, o SuperStar comemorou o final desse dia tão importante com duas mães musas, Ivete e Fernanda, representando as mamães que assistiam ao programa. Fora a menção ao Dia das Mães, a edição de ontem foi diferente do esperado, pois os confrontos escolhidos pelos padrinhos seguiram a linha de colocar frente a frente bandas do mesmo gênero, rock contra rock, reggae contra reggae, com exceção do duelo final onde se confrontaram uma banda de reggae e outra de forró.

SuperStarMae04

Este critério foi muito diferente do primeiro domingo de duelos onde foi uma miscelânea geral. Apesar de ter achado bem mais justo colocar gêneros musicais se confrontando, esta mudança constante de critério no SuperStar só nos leva a crer que não existe nenhum critério. Este é sem dúvida um dos pontos fracos do programa. O SuperStar tem um formato muito interessante, mas a falta de constância nas regras deixa tudo muito confuso.

SuperStarMae05

O primeiro duelo de ontem foi entre duas bandas de rock com uma formação muito parecida, isto é, se baseavam nas cantoras de boa voz e presença marcante. No entanto, realmente a Banda Mover Over era bem melhor. Aliás, esta banda é uma séria candidata, junto com a Suricato, a estar na Final do SuperStar. A Banda Mary Di não tinha a menor chance de passar pela Move Over.

SuperStarMae06

O segundo duelo foi de reggae. Foi o único até agora em que a primeira banda a se apresentar conseguiu ganhar da segunda. A banda Cidade do Reggae tinha mais consistência e uma música bem melhor do que a da Yute Lions. Acho que no final pesou mais para o público o fato do vocalista da Yute Lions ser bem bonitinho e a banda como um todo ter mais estilo. Foi uma pena, pois pelo que contaram no programa a Banda Cidade do Reggae tem uma bonita história para contar.

SuperStarMae07

O terceiro duelo foi de rock. A Banda Fuzzcas surpreendeu com uma boa música autoral (para alegria do Fábio Junior) e foi bem melhor do que em sua primeira apresentação. Primeiro porque a vocalista deixou em casa aquela sombrinha branca que não acrescentou ao visual da banda e só atrapalhou na hora de cantar. Sem sombrinha, a vocalista da banda defendeu com garra a permanência de seu grupo na competição.

SuperStarMae08

No quarto e último duelo colocaram o reggae contra o forró e felizmente o forró se deu bem. É sempre bom quando um gênero musical totalmente brasileiro se impõe numa competição como esta. Nossas rádios são invadidas por música estrangeira. Não tenho nada contra, pelo contrário. Assim como Ivete gosta de cantar em inglês eu gosto de música inglesa e americana. Só acho que valorizar o produto nacional sempre é mais interessante se ele for de qualidade. E a Forró Estilizado foi sem dúvida mais talentosa do que o reggae da Banda Macucos.

SuperStarMae09

O SuperStar finalizou o programa de ontem com um dueto entre Ivete Sangalo e Fábio Junior. Ivete deu show cantando Alma Gêmea. Só não foi melhor porque o Fábio Junior não deixou que ela cantasse direito. Interrompeu, se intrometeu e atrapalhou a bela voz de Ivete.

 

 

EntrevistaFaniPacheco

Falar de Fani Pacheco é fácil. Em 2008, quando participávamos de um debate no Jornal Extra, eu e Fani conciliamos as diferenças geradas pelo tumultuado debate travado durante e após o BBB7. Por iniciativa da Fani, por ela ter dado o primeiro passo, por sua coragem e determinação de mostrar que ela é só amor. É difícil resistir à doçura de Fani, a seu humor inteligente, a sua sinceridade crua. É difícil não cair de amores por essa mistura de moleca travessa e símbolo sexual. E nós caímos de amor pela Fani, irreversivelmente. Portanto, esta entrevista foi uma delícia de ser feita. Melhor ainda foi recebê-la de volta com respostas tão marcadas pela sinceridade e pela coragem de viver que são a marca registrada de Fani Pacheco. Obrigada Fani!

DCPLQual a diferença entre a menina Fani antes da fama e o símbolo sexual Fani Pacheco de hoje?

 

 Fani   A menina Fani antes da fama pensando agora a Fani já era um símbolo sexual só que do cotidiano em que eu vivia, Nova Iguaçu, as festas, boates e praias que frequentava. E naquela época, não sei se pela idade da descoberta das coisas boas da vida. Ela era feliz assim e isso era positivo para sua autoestima. Porque não era um rótulo, era como se fosse mais um predicado que vinham depois de outros mais importantes… Como bom caráter, inteligência, responsabilidade em geral, coragem pra ser feliz.

 

DCPL – Qual a edição foi mais difícil de participar, o BBB7 ou o BBB13? Por quê?

 

 Fani  O BBB13 por conta da sacanagem que fizeram comigo de tirar meu remédio minutos antes do inicio do programa… Sofri demais com as crises de abstinência, dores no corpo, calafrios, irritação, instabilidade de emoções, prostração, desmotivação. Vontade de morrer. Foi a maior depressão que tive na vida. Nunca havia sentindo algo tão ruim ao ponto de ter pensamentos suicidas durante e após o programa. Eles cometeram crime penal e serão punidos na hora que isso for possível. O BBB7 foi só alegria… No BBB7 eu tomei meu remédio normalmente, sem indagações ou injeções sobre e nos dois casos levei laudo medico, receitas e medicação. Foi uma escolha da produção de mostrar uma Fani deprimida no BBB13 brincaram e colocaram em risco a minha saúde pra ganhar dinheiro. E também q usaram de má fé. Porque me fizeram assinar o contrato pela manha no qual não constava nenhuma informação sobre o remédio.

 

 DCPL – Você e Natália assumiram aqui fora que tinham um relacionamento. Por que não assumiram dentro do BBB13?

 

 Fani Em 2010 quando posamos nuas juntas, ela namorava e já havia especulações. Ela não estava preparada para falar e eu sempre a respeitei. Minhas brincadeiras e indiretas jáestão registradas desde então. Como sempre essa foi a postura dela diante da mídia por escolha… Pensei que no BBB não seria diferente. E quando passou a ser, quando estávamos já algum tempo sozinhas provavelmente se eu não tivesse sem o remédio pra minha doença… Teria rolado. Mas a depressão causa perda de libido, o que era a motivação das nossas aproximações nas festas. No fim eu tinha libido – 1000, eu fiquei com o argentino por carência, pela figura masculina, pela proteção… Tanto que não rolou nem um edredom. Aqui fora Nati tá mais madura, solteira e se sentiu a vontade para mostrar sua felicidade aos fãs sem medo de críticas e por isso tudo entre a gente ficou mais claro publicamente. Eu respeitei o tempo dela e não tinha nenhuma necessidade de fazer o contrario. Queria ela feliz.

 

DCPL – Em quem medida o fato de Clara e Vanessa terem ido à Final do BBB14 influencia na discussão do movimento LGBT?

 

 Fani  O movimento LGBT ganhou mais força pública, mais aceitação social mesmo de quem não faz parte do movimento. As novelas da Rede Globo tambémestão seguindo este padrão e cada vez mais as pessoas estão se sentindo livres e isso é evolutivo. A TV influência as opiniões da massa. Logo, a massa se rende e o movimento se solidifica na história.

 

 

DCPL – Como participar do Big Brother te marcou positiva e negativamente?

 

Fani  O aspecto positivo foi viver uma experiência que nunca havia imaginado antes de ficar famosa, de posar nua, de virar uma sexy simbol, ter fã clube e receber o carinho de muita gente sem ter conhecido. Saber que me amam e hoje amo muitos deles fazem parte da minha vida. Trabalham comigo, sinto como se tivesse uma família em cada estado! E financeiramente pude adquirir coisas materiais que numa profissão como concurso publico (o que estava tentando antes) conquistaria talvez aos 40 anos. 

Negativamente, o q me marcou foi minha passagem pelo BBB13 onde agiram de má fé comigo. Fazendo-me assinar um contrato achando que poderia levar o remédio, mas minutos antes de entrar na casa retirando e me informando que não poderia mais. Vivi um pesadelo. Um ano tentando recuperar, ainda não totalmente!

 

DCPL – Como a falta de medicação te afetou no BBB13? 

 

 Fani  Tive crise de abstinência, irritabilidade, desequilíbrio emocional, calor e frio, calafrio, dores no corpo…

Conforme os dias foram passando sentia uma vontade incrível de morrer e depois uma vontade de me matar.

 

DCPL – Você declarou que o ensaio fotográfico que saiu dia 24 de abril pela Revista Sexy é seu último ensaio nu. Por que esse é o último?

 

 Fani  Porque eu quero começar um novo ciclo na minha vida, ser uma celebridade é muito legal… Aproveitei muito esses 8 anos, curti o glamour e usufrui o financeiro. Ainda vou ter que sobreviver isso até o fim da minha próxima faculdade, porém perdi o orgulho de mim mesmo. Essa profissão se tornou fútil pra mim aos 30 anos, preciso me sentir útil. Nasci para cuidar das pessoas, esse é o meu dom! Por isso a faculdade de Medicina (psiquiatria). Sou uma pessoa que sempre senti orgulho de todas as decisões e atitudes que tive na vida. E isso não está acontecendo mais… Prefiro ganhar menos e ser mais feliz.

 

DCPL – O que o sexo representa em sua vida?

 

 Fani Representa vida.

 

 DCPL – Você acha difícil encontrar o amor verdadeiro?

 

 Fani Acho! Mas já encontrei alguns, só que não era o momento. Já tive muita gente legal, que me enxergou e me Amaram de verdade. Mas eu não me sentia pronta pra casar. 

 

 DCPL – Depois do ensaio da Sexy o que podemos esperar para o futuro de Fani Pacheco?

 

 Fani Custou para o símbolo sexual Fani se adaptar a nova realidade de que se tornou um símbolo sexual nacional e com este rotulo midiático. Com predicados sociais e pré-conceitos preestabelecidos pela sociedade como premissa.  Neste caso tive que separar a Fani Pacheco da mídia como forma de produto comercial tipo: vidro de xampu com rótulo de símbolo sexual como forma de comércio a fim de capitalizar dinheiro com este produto popular e ter equilíbrio e acompanhamento psicológico para não perder minha essência, minhas raízes, a consciência de quem eu sou.Quem eu quero continuar ou não sendo e conquistar bens materiais mantendo meus predicados pessoais. E, acima de tudo, continuar tendo orgulho de mim. Principalmente da minha dignidade em fazer as escolhas certas a meu ver em um mundo tão “falso” e fútil. Foi uma tarefa árdua que consegui consumar, porém se tornou com os anos um trabalho vazio, mesmo sabendo que o meu vidro de xampu tem conteúdo. Então, o capitalizar dinheiro se tornou menos importante do que a realização profissional conjunta com a realização pessoal. Portanto, hoje meus planos são cursar outra faculdade e me manter financeiramente nessa profissão celebrity enquanto não conseguir me manter na outra, porém o rótulo do xampu pode ser reformulado para que se adeque a minha nova fase de prioridades. Portanto, vocês podem esperar uma Fani Pacheco parecida com o que viram no BBB13, porém com equilíbrio emocional! Feliz! Fazendo presenças e campanhas… Mas colocando em primeiro plano a minha faculdade, a minha especialização e a realização do meu sonho maior! 

TiradaFani

 

Conteiner01

Desde a prova do líder que o Aprendiz dessa semana mostrou-se o melhor programa até o momento. A prova do líder foi bem bolada e bastante interessante. Tinha tudo a ver com capacidade de comunicação e confiança.

Conteiner02

A tarefa a ser executada, a de vender pneus velhos, minhocas, abajur, caixa de papelão e uma pantera de acrílico, também foi a melhor.

Conteiner03

O grupo Fenix surpreendeu e acabou faturando o desafio. Eu esperava mais da liderança da Ana Moser. Ana tem um jeito que leva a gente a acreditar que ela seja meio autoritária e esse era meu maior temor com relação a sua liderança. Mas, pelo contrário, faltou um pouco mais de pulso e planejamento. Teve um momento em que o grupo discutia o que fazer e a Ana sequer estava presente. Muito complicado.

Conteiner04

No entanto, não creio que o Justus devesse demiti-la, achei a demissão da Maria Cândida bastante acertada. Apesar do Nahim também merecer a demissão, a Maria Cândida não teve garra e ainda reclamou do formato do programa.  Justus não gostou e eu no lugar dele também não teria ficado satisfeita. Afinal de contas, eles se propuseram a participar. Além do fato de que o desafio do container tem tudo a ver com gestão. Portanto a reclamação não era pertinente.

Conteiner05

Eu só vejo um problema com esses desafios, o fato deles estarem usando muito mais sua rede de relacionamento do que sua capacidade de persuasão. Neste sentido a reclamação do grupo Next não foi tão descabida assim, pois o grupo Fenix usou e abusou sim dos amigos milionários.

Conteiner06

O que não tira o brilho de sua vitória, pois o que fez toda a diferença na verdade foi o melhor planejamento da equipe Fenix e sua estratégia de buscar as maiores contribuições possíveis. A equipe Fenix não teve vergonha de trocar pneus velhos e minhocas por alguns milhares de reais.

FilipetaFani

 

Fani ontem foi ao programa Agora é Tarde na Band. Depois de longos anos frequentando apenas a Rede Globo, Fani Pacheco sai de sua área de conforto e coloca os pés em novos horizontes. E deu show! Com sua irreverência, alegria, inteligência. Fani não deixou o Rafinha Bastos tirar onda de sua história como ex-BBB. E calar o Rafinha não é uma tarefa muito fácil. Porque é fácil fazer críticas, mas que mal existe em participar de um reality show? Que mal existe em querer um lugar ao Sol. É tudo que nós queremos. Mesmo quem trabalha em áreas fora do mundo da televisão e das celebridades.  Para quem perdeu a participação de Faninha, a gente trouxe o vídeo para vocês se divertirem um pouco, pois foi legal, foi divertido, foi Fani Pacheco!

FilipetaFani

Convocação01

Convocação02

Convocação03

Convocação04

Convocação05

Convocação06

Convocação07

É pessoal!!! Está chegando a hora, amanhã as 11:30 o Felipão vai convocar a seleção que disputará a Copa do Mundo. Não acho que tenhamos surpresas, porém acredito que nosso time tenha condições de fazer um papel bonito nessa copa. Nosso maior inimigo é a soberba e o assédio de jornalistas, políticos e a pressão de ter que ganhar de qualquer jeito. Porém, ainda prefiro tudo isso a ser adversário do Brasil e ter de enfrentá-lo em sua casa.

O bolão DCPL está no forno e muito breve estaremos divulgando… Aguardem!!!

Entrar

Siga-nos @DeCaraPraLua

Facebook

Comentários