Mês: Janeiro 2013

falacaomaroca1 falacaomaroca2

Uma pena que quando Bial fala, eles pouco compreendam. Maroca, que já declarou que Elieser não é seu alvo, não para de falar no pobre, de tal maneira que vai conseguir o efeito inverso. No lugar do processo de vitimização torná-la vítima será Elieser o beneficiado.

Maroca fala, fala, fala, fala, e não muda o disco. Numa falação sem limites ela está desde ontem falando as mesmas palavras, usando o mesmo discurso, as mesmas justificativas e as mesmas histórias. O programa caminha para esta polarização entre os dois, o problema é saber se eles serão grandes o suficiente para transformar essa briga de sexta série num mote de interesse para o programa. Porque corre o risco do público enjoar desse blá, blá, blá sem fim e os dois acabarem indo juntos para o ralo.

Enquanto a voz da Maroca cansa a gente, Elieser se mantém mudo. E nesta briga de som estereofônico e mute quando a tela pula para o Elieser é bem mais prazeroso ao público. Por favor, coloquem Maroca no mute!

catarsefani

Hoje pela primeira vez eu gostei do que vi na Fani. Em conversa com a Marien ela tentava ensinar como jogar o BBB, como entender o público, ou melhor, num papo franco e sincero ela colocou delicadamente o dedo na ferida da adversária. Pela primeira vez nessas duas semanas Faninha não foi chata, não foi prepotente e nem autoritária. Talvez a cartarse de ontem à noite, quando ela chorou horrores, tenha libertado um peso que Fani carregava nos ombros. O peso de ser coerente, de fazer sentido ao público. Pois Fani no BBB7 foi incoerente e confusa ao extremo.

Esta reedição de jogadores do passado, por mais que me irrite em muitos momentos, tem trazido algumas surpresas. Yuri é um cara mais leve, menos truculento em sua relação com o grupo. Ontem ele foi o grande irmão da Fani compreendendo seu surto e sabendo como contorna-lo sem valorizar o negativo, mas também sem passar a mão na cabeça, sem deixar de pontuar o quanto Fani tem estado insuportável na casa.

O problema do Yuri é essa relação bandida com a Nati, que vai render edições de romance, mas que pode deixa-lo confuso já que Natália é bandida em suas relações amorosas. Pelo menos as de realities. Ela foi bandida com Fernando e pode repetir com Yuri o mesmo comportamento, pois já deu indícios esta semana de que Yuri está em perigo nessa história de amor infame. Natália tem o péssimo hábito de depreciar o parceiro.

Ontem e hoje eu vi um vislumbre em Yuri e Fani de jogadores bem mais interessantes do que seus parceiros veteranos. Maroca voltou com a corda toda, mas além de não segurar as informações que tinha, Maroquita começa a ter um ar de já ganhou que está longe de estar estabelecido. Voltar como líder num paredão com o Marcello não é o poder supremo.

E, Maroca voltou numa margem apertada, apenas 57%, contra um jogador inexpressivo que ainda não mostrou o que foi fazer no jogo. Portanto, esta hegemonia da Maroca ainda é fictícia, existe uma parcela de rejeição a seu jogo que contrabalança uma possível torcida. Se continuar nesta escala de crescer sua atitude de achar-se campeã da edição, eu não sei se Anamara vai longe. Mesmo com todo o amor do Pedro.

Eu continuo aguardando por uma reviravolta dos novatos, mas não posso deixar de fazer esses registros, dessa tranquilidade mostrada pelo Yuri e do papo maduro que Fani acaba de ter com Marien. Sem ser agressiva ou evasiva, Fani soube pontuar direitinho cada fraqueza que a Marien tem mostrado no jogo. Se Fani vai levar adiante, não dá ainda para saber com certeza, pois esse é o desafio que Fani se propôs ao tentar mais uma vez entrar nesse louco jogo. Mas hoje, Fani marcou pontos comigo.

Entrar

Siga-nos @DeCaraPraLua

Facebook

Comentários