penem

Eu ainda não sei o que achar da joie de vivre da dupla Pepê e Neném. A princípio, é bacana, alegrou o ambiente pesado que estava na sede. Mas, após algumas semanas será que essa cantoria não vai cansar nossa beleza? A casa no momento está curtindo, pois Peném é mesmo muito engraçada, contam muitas histórias, falam sem parar engatando um assunto em outro sem dar tempo da gente respirar. Para o primeiro dia, o grupo embarca, mas a longo prazo eles deixarão que elas brilhem sozinhas?Acho difícil.

insupotavel

A edição já tem sua cota de insuportáveis, Felipeh, Lorena e Diego são quase unanimidade na internet. Ainda não vi um comentário elogioso. Lorena se acha, isso é óbvio e encontrou em Heloisa o oponente onde ela desfiará o seu script de barraqueira, de politicamente correta, de pobrezinha (em briga com Heloisa, Lorena contrapôs sua formação escolar em Escola Pública à educação mais refinada recebida pela Heloisa).

loreta

Caso crônico de inveja? Talvez, mas acho que a cisma da Lorena com a Heloisa vai além dessa questão de inveja e recalque. Na verdade, eu acredito que na cabeça da Lorena esse jeito socialite da Heloisa não deve estar pegando bem junto ao público. Ao se contrapor à Heloisa, Lorena espera angariar alguma simpatia e torcida. Mas, tentar imaginar o que acha o público de reality show é um erro cometido por muitos participantes. E, se for esse o raciocínio da Lorena ela está fadada a dar com os burros na água. Heloisa tem muitos defeitos, mas está ganhando a simpatia do público, pois ela é franca, fala na cara, mas não cava briga como a Lorena tem feito desde o primeiro dia.

caetano1

Quando o Robson Caetano escolheu seu grupo, eu aqui pensei: que tolo, se tiver prova de esforço físico ele tá ferrado. Mas, a médio prazo talvez tenha sido uma escolha acertada. Ao se cercar de meninas e acolher o coroa da edição Robson se afastou do grupinho insuportável que gravita em torno do Diego e Lorena. Está mais próximo da Debora Lyra, está se enturmando com as Penéms. Quem sabe ele não acerta o prumo? Até aquele ar de quem sabe tudo, aos poucos, o Robson está abandonando. Na verdade, quem tem Diego, Roy e Marlos para mandar na casa não precisa se expor e ser o chato do grupo. Estou aqui torcendo por isso. Acho o Robson Caetano realmente uma figura admirável por sua história no esporte. E, em um reality onde eles são escolhidos por sua fama fica impossível não levar a história deles em consideração.

bromance

Que me desculpem os céticos, os descrentes no amor em reality, os defensores do jogo sem beijo na boca, mas como reality sem romance não é reality de verdade, nós temos dois arremedos de casal já formado no grupo. Lorena deu em cima do Diego, fez doce, depois reclamou que ele se afastou e agora está no discurso de que tem alguém fora do jogo. Papo de quem está achando que vai ficar sozinha. Será que o Diego sacou que estava sendo manipulado pela Lorena? Será que o Marlos está deixando o Diego confuso? Porque está ficando meio óbvio que o Marlos arrasta uma asa para o Diego. Se ele vai sair do armário e assumir esse carinho, esta é uma outra história.

bruninha

Já o casal Leo e Lyra está devagar quase parando. A Lyra é bem mais interessante do que o Leo. Leo está quieto demais no grupo, quase uma samambaia. Ontem quando escolheu a Lorena para não ser a Fazendeira, Débora Lyra ganhou um pedacinho de meu coração. Torcendo aqui para que o Leo desabroche, pois além dele não existe par romântico possível para nossa Miss. Talvez o Robson Caetano, mas parece que ele chegou na Fazenda com o coração lacrado por uma morena.

penem1

Eu acredito que a temporada da Fazenda 7 será o resultado de uma serie de péssimas decisões de sua produção e direção. Primeiro que desde a terceira temporada A Fazenda não estreava em setembro. Entendo que a Copa do Mundo atropelou um pouco o calendário das emissoras de TV, mas a Final da Copa foi no dia 13 de julho e passamos quase dois meses com poucas opçãoes de lazer na televisão. Então, A Fazenda que historicamente estreia em julho ou maio, foi ao ar no mês em que temos a estreia de quase todos os realiyies. The X Factor UK, The Voice Brasil, The Voice USA, Masterchef, são tantas as opções que os programas estão se acotovelando deixando o público apaixonado por reality totalmente confuso sem saber como se dividir em cinco.

Hoje, por exemplo, tem edição importante da Fazenda, a escolha do Fazendeiro, e a estreia do The Voice Brasil, ambos às 22:30. Crueldade das emissoras colocar o público diante de uma escolha de Sofia, sacrificando uma paixão em detrimento de outra. Realities shows como a Fazenda e The Voice se alimentam do voto popular, dependem da paixão das torcidas para fazerem sucesso. Qual será a nossa prioridade? Se numa mesma semana tivermos que votar por um preferido no The Voice BR e na Fazenda onde envidaremos nossos esforços? E se o público não se envolve na votação, como ele abraçará com paixão os participantes? Não sei, equação difícil de resolver.

Então, pegos no meio da briga pela audiência, somos colocados enfrentando o chumbo trocado entre as emissoras e a mercê da vibe sensasionalista da Rede Record. Ontem Britto Jr fez suspense, fez suspense e acabou deixando para hoje a tão discutida briga entre Helo e Diego num esforço de ganahr a disputa pela audência com o The Voice. O assunto hoje já está velho, perdeu seu encanto. Hoje, a tônica da transmissão ao vivo foram as articulações dos grupos em cima dos votos a serem dados, quem eles colocarão na Roça. Helo e Felipeh já estão com os pés plantados no banquinho dos indicados. Essa tendência ao sensasionalismo é outro ponto negativo para a Fazenda. Vamos ver se esta temporada vai vingar, eu torço que sim. Mas, tenho muitas dúvidas que nem Pepê e Neném com sua batucada e cantoria conseguem resolver a contento.

grupo3

Terceiro dia da Fazenda e só hoje tiveram cerca de cinco barracos. Isso relatado pelos participantes, pois enquanto o pau comia na sede a câmera estava a maior parte do tempo no celeiro. Eu acho que essa briga toda tem muito a ver com o politicamente correto. Heloisa tem desafiado essa posição, seja reclamando do fato de ter que separar o lixo do lado de fora da casa depois dele já estar misturado, seja lavando na pia da cozinha o pano que ela enxugou água do chão ou colocando a ponta do pé sobre a mesa de jantar para fazer alongamento. Pequenas transgressões que a têm colocado em rota de colisão com a turma do politicamente correto.

mortagua1

Eu particularmente concordo com a Heloisa sobre a questão do lixo. Hoje mesmo a Sorvetão estava na cozinha matando um monte de moscas. Já pensaram como deve ser nojento meter a mão dentro do saco de lixo para separá-lo nas caçambas de coleta coletiva que ficam bem distantes da casa grande? Mata-se o doente com o remédio que cura, ou seja, faz-se a coleta seletiva (o que é correto) e abandonam-se as noções básicas de higiene. O pano na pia e o pé sobre a mesa são atitudes desagradáveis, mas Heloisa está bem à vontade no grupo e nada preocupada em como suas atitudes serão vistas pelo grupo e público.

roy1

Por outro lado, Lorena está toda de script marcado. Primeiro, eu não gostei do jogo da Lorena de ter dado em cima do Diego, dito literalmente que tinha gostado dele para depois ficar pela casa falando que ele estava dando em cima dela e que ela não estava a fim de ficar com ninguém. Lorena pegou o Diego pra Cristo. Eu odeio esta história de não de mulher significar sim. Sendo usada pelos homens ou pelas mulheres. Dentro do jogo do reality show fica feio e baixo. É jogo de manipulação tão descarada que não passa despercebido ao público. Diego pode se perder nesse jogo da Lorena, tanto passando por otário, quanto embarcando no jogo de confronto que é a proposta da Lorena em A Fazenda ou embarcando no jogo do politicamente correto.

penem2

Que está sendo o grande erro do Robson Caetano. Em minha opinião o Robson é o cara que tem motivos para a gente admirar nesse jogo. Ele não é subcelebridade. É um atleta vitorioso, que foi comentarista esportivo da SportTV, um cara inteligente, mas que está sendo chato com um ar professoral de quem é o dono da razão buscando sempre a posição politicamente correta. Uma coisa é ser correto, justo, outra é ser engessado em posições que supomos serem as corretas.  O Robson está engessado. E os donos da razão nunca se dão muito bem em reality show, porque se tornam figuras antipáticas aos olhos do público. Talvez Pepê e Neném tragam um pouco de leveza ao Robson, hoje eu estava observando ele conversando com as duas e a Mortágua no celeiro e era um Robson bem mais leve. Já o Roy não é politicamente correto, ele é só chato mesmo. Reclama de tudo, tem inclinação a ser o síndico da Fazenda 7. Papel menor para quem já foi um ídolo da juventude.

sorvetao1

No meio desse grupo controvertido aqueles que ainda estão mais quietos talvez tenham mais chances no decorrer do jogo. Isso se eles não se transformarem em samambaias irrecuperáveis. Comprar muita briga nessa primeira semana significa ir para a roça com indicação tanto do Fazendeiro quanto do grupo. É se expor desnecessariamente. Não dá para aguardar até o final da edição para começar a se mostrar, mas colocar todas as cartas na mesa logo de cara é jogo perigoso. Nesse sentido, Sorvetão, Leo, Lyra, Bruninha, Mortágua, DH, Babi estão comendo o mingau pela beirada. Talvez sejam os mais inteligentes, talvez sejam os jogadores a se observar mais de perto. Talvez morram na praia, ainda é cedo para dizer. Já o Maroni, Tang, Lorena, Diego e Heloisa são os focos de conflito da casa. Estão em evidência nesses primeiros dias? Sim. Vão se manter em evidência por toda a temporada? Esse é o grande desafio em que eles se colocaram.

maroni3

Que o potencial de barracos da Fazenda é grande a gente já sabe, o que não sabemos ainda é quem vai realmente virar desafeto de quem. Por enquanto, eles estão apenas se bicando. Lorena já se pegou com a Lyra, o Felipeh com a Heloisa, o Roy com o Maroni e a Tang com a Heloisa. Até o momento, Heloisa é campeã nesse quesito. Ela e Maroni parecem ser os dois mais polêmicos, não é de graça que eles estão se dando muito bem, é o respeito que vem do fato de se reconhecerem parecidos.

Ainda não tem como ter uma opinião formada sobre nenhum deles. Temos apenas pequenos vislumbres de suas personalidades e de possíveis alianças. Pode ser que eles nos surpreendam, mas o grupo jovem me decepcionou um pouco. Sequer para viver um bom romance eles estão adequados. Quase toda temporada de reality show tem um casalzinho que se transforma nos queridinhos na internet conquistando uma legião de seguidores. Diego, Leo e Marlos, possíveis candidatos a galã jovem, não têm carisma. E suas possíveis princesas consortes ainda não despertaram nesta edição da Fazenda. Ainda são meras belas adormecidas. Lorena está tentando, justiça seja feita. Lorena e Diego estão tentando se encaixar nesses papéis, mas não sei se eles vão conseguir se vender adequadamente. Primeiro, a Lorena deu em cima do Diego, depois fez doce, deixando a gente com a pulga atrás da orelha sobre a veracidade de suas intenções. Tudo muito confuso.

lorena1

Aliás, não podemos dizer que a Lorena está passando em brancas nuvens ou, no linguajar dos realities, fazendo carreira para samambaia. Pelo contrário, um dos problemas da morena é que ela passou um pouco do ponto. No primeiro dia parecia querer abraçar a carreira de barraqueira, mas depois deu uma guinada e passou a ser a indecisa romântica chorosa cansando nossos ouvidos, e de seus colegas de confinamento, com histórias de ex-namorados mal resolvidas. Mas, como A Fazenda ainda nem começou de fato (hoje ainda entram mais dois participantes) pode ser que a Lorena consiga acertar o passo. Quanto aos candidatos a príncipe tudo pode acontecer. Depois que Matheus Verdelho, com seu dente de ouro, virou galãzinho da edição passada, podemos esperar quase tudo numa temporada da Fazenda.

Mostrando que de bobo não tem nada, o Maroni está sutilmente mudando sua postura dentro da casa. Um dos problemas do Maroni é que ele só fala putaria, mas como disse alguém no Twitter, colocar um dono de puteiro no jogo e esperar coisa diferente é contraditório. E esse deve ser o melhor caminho para ele no jogo. O Maroni propagador de mensagens altruístas é canastrão demais para emplacar. É melhor que tio Chico, como Maroni é chamado no Twitter,  assuma seu lado escrachado e esqueça a pose de bom samaritano.

heloisa1

Pois, de maneira torta, Maroni está se fazendo indispensável nesta edição  seguindo a tradição de que não só de príncipes vive um reality show. Os ogros tem um papel importante em nossa diversão. As meninas da casa gostam de seu papo sobre sua vida bandida. Já os homens eu não tenho tanta certeza, mas também mudaram sua postura em relação ao coroa do grupo. Como disse bem o Felipeh, aquilo lá é um jogo e ninguém ali é bobo o suficiente para entrar em choque o tempo inteiro com Maroni e lhe dar destaque no grupo. Deixa o velho falar! Parece ter sido a decisão tomada pela ala masculina da Fazenda 7.

Heloisa tem grande potencial. Tem personalidade, vai possivelmente fazer um jogo solo, não se esquiva de polêmica. Mas como está muito resmungona ela acaba nos deixando indecisos se sua permanência no jogo vai incrementar uma história ou se ela será a eterna gata borralheira, enfiada na cozinha reclamando de seus adversários. Cristina Mortágua, que tanta gente no Twitter queria ver no jogo, até agora não só deixou a Cristina fresca em casa, como só levou para o jogo a Mortágua. Cristina está morta e meio perdida ainda.

pepe_nenem1

Mas, tudo isso ainda vai mudar. Hoje à noite entram na casa Pepe e Neném, atuando em dupla como se fossem apenas um participante. Se confirmada, essa parece ser a grande revelação que Britto Jr. teve o desrespeito de fazer diversas chamadas durante o programa ao vivo de ontem para no final declarar que só nos contaria hoje quem era o novo participante. Isso é bem a cara da Fazenda! Mas, como nada fica em segredo muito tempo nesse mundo dos realities shows já vazou qual será a grande novidade da Fazenda 7. Eu achei bem interessante. Porque dois jogadores agindo como um, podem falar abertamente sobre os demais participantes, discutir seus votos e suas estratégias sem serem tachados de estarem fazendo complô. Estou ansiosa por essa novidade.

20140915-142121

Com novo cenário, nova abertura, novo elenco e os velhos de guerra Britto, Carelli e Clebis estreia A Fazenda com diversas mudanças anunciadas em seu formato e horários. A mais preocupante delas ainda é a eliminação ser às quintas-feiras disputando espaço com o The Voice Brasil. Mas Carelli parece estar confiante em seu taco. A Rede Record, que tem como premissa aguardar pelo final da programação principal da Rede Globo para, então, colocar no ar sua programação da noite, ontem foi uma exceção. A Fazenda não esperou pelo final do Fantástico da Rede Globo, pelo contrário, começou até uns minutinhos antes das 22 horas.

grupo1

Esta é a primeira vez que nós vamos acompanhar de perto A Fazenda aqui no De Cara Pra Lua. Mas temos lido muito gente reclamando que essas subcelebridades desta temporada são muito desconhecidas. Eu sinceramente não sei que grande diferença existe neste elenco para os de outros anos, mas garanto a vocês que subcelebridade é sub, independente do grau de conhecimento do público. Por que estou falando isso? Porque acredito que essa característica de ser subcelebridades, ou seja, ter sentido o gostinho da fama sem nunca ter sido de fato uma grande estrela mexe com os egos dessa galera. O que assisti nesses dois dias da Fazenda 7 foram egos enormes se debatendo por pequenas coisas.

lyra1

Claro que existe também um ar de barraco com script, aquele já programado para tornar a pessoa polêmica e cair no gosto do público. Os participantes sabem que essa é uma característica importante da Fazenda, sua capacidade de gerar barracos históricos. O Britto Junior reforçou esse lado ao afirmar na estreia para os participantes: Não fiquem no muro! Ou seja, não se reprima! Mas, acredito que os egos são mais importantes para gerar conflito. Subcelebridade alçada ao grau de celebridade por sua participação em um reality, mesmo que esse status de celebridade seja por pouco tempo é um fator que instiga os egos ao seu exponencial máximo. Eles têm pouco a perder.

Outro fator é a faixa etária alta dos participantes do programa. Por se tratarem de subcelebridades A Fazenda recruta muitos artistas ou profissionais que fizeram algum sucesso no passado, fugaz ou não. Este ano a média da faixa etária gira em torno dos 40 anos. Pessoas mais velhas tendem a ligar menos para sua imagem, se já passaram por muita dificuldade na vida a preocupação tende a ser ainda menor. E, pelo tanto de madeira que foi queimada no momento expiação de culpa da estreia, quando os participantes juraram deixar para traz antigas mágoas, esse elenco da Fazenda passou por poucas e boas.

maroni2

Na verdade, eu estou até agora tentando entender o que o Carelli quis com aquele momento. Fazer o público chorar? Promover a paz mundial no grupo? Ficou um misto de confissões de adolescentes, ritual de bruxaria e reunião do AA. Não entendi. Esperta foi a Heloisa Faissol em seu momento “prestem atenção que isso é muito profundo” e queimou os sapos na fogueira sem se expor desnecessariamente. E, também, o Robson Caetano que tratou a coisa pela lado filosófico, sem expor sua vida pessoal, evitando a auto flagelação proposta pelo Carelli. Preocupante foi a insinuação de pedofilia do criador dos Menudos que o Roy deixou no ar para nossa reflexão.

maroni1

Enfim, mais, ou menos, problemáticos, a gente sabe que o grupo levará para A Fazenda o seu pior e melhor. Tem gente que nossa tarefa de enxergar seu melhor fica bem difícil. Quase toda edição de reality tem uma figura polêmica, mas acho que esta temporada de A Fazenda trouxe um participante insuperável nesse quesito. Por mais que tente mostrar outro lado contando histórias tristes de vida, propondo que o grupo levante alguma bandeira, que passe uma mensagem ao público, Oscar Maroni é uma figura abjeta. Empresário da noite, cafetão, prostituto, e, pior, chato pra caraio, Maroni não deve ter vida muito longa na Fazenda. Seu perfil, sua atitude, sua postura até agora só trouxeram antipatia ao público da internet. Ao mesmo tempo, ele não está conseguindo angariar simpatias no grupo dentro da casa. Futuro nada promissor. Rejeitado lá e cá, Maroni tem um futuro nebuloso em A Fazenda 7.

Oscar Maroni - pelado

Hoje às 22 horas estreia A Fazenda 7 e nós estaremos acompanhando junto com vocês aqui no De Cara Pra Lua. Depois do festival de cusparadas que foi a edição passada parece que cuspe foi colocado na lista negra do diretor do programa. Quem cuspir será devidamente penalizado. Não de maneira tão contundente quanto à agressão, mas cusparada parece que nesta temporada não fará parte do cardápio desse polêmico reality show onde subcelebridades fazem de tudo para ganhar um milhão de reais. Interessante que a gente poderia pensar que pelo fato de serem pelo menos um pouco conhecidos essas pessoas teriam mais zelo com sua imagem.

donobahamas

Mas não é o que assistimos. Quanto mais sub, mais baixo é o nível. E quando um dos possíveis participantes é o Oscar Maroni chegamos à conclusão que este ano não promete ser diferente. Maroni, que é anunciado como empresário dono da casa noturna Bahamas Night Club, já foi preso algumas vezes e indiciado pelo Ministério Público por formação de quadrilha, exploração de prostituição e tráfico de pessoas. Dinheiro é uma coisa bem interessante, pois uma empresa como a Rede Record, cuja concessão está nas mãos dos evangélicos, apostar num participante com esse perfil é no mínimo peculiar. Como em seus anos anteriores, A Fazenda 7 tem tudo para virar terra de Marlboro.

 

Em seu segundo episódio o The X Factor UK foi marcado por um final triste e melancólico com a eliminação da Linzi. Eu fiquei arrasada. Assim como todo amante de reality show eu não gosto daquele participante que se faz de vítima, mas no caso da Linzi o que ficou evidente é que se tratava de esperança. E perder a esperança é muito triste. Linzi não pedia pelo prêmio do programa, ela queria uma chance, apenas isso. Como podemos ficar imunes a esse apelo? Eu imagino alguém com um pouquinho de talento, como a Linzi, que teve na vida uma oportunidade, que esteve tão perto da fama e a viu escapar, como deve ter sonhado por mais uma oportunidade para viver daquilo que gosta de fazer.

Para quem não acompanhou o The X Factor ontem, a Linzi na adolescência fez parte de um grupo de jovens que Simon tentou lançar à fama e que não deu certo. Eu entendi os jurados que deram um sim à Linzi, eu também daria. Mas, entendi o Simon, pois ele não poderia se dar ao luxo de ter pena. Não seria justo com o show, não seria justo com o público e não seria justo com a Linzi. O episódio ontem terminou em clima triste, pois todos ficaram tocados com o dilema apresentado pela jovem mãe que queria ter sua segunda chance no ramo do show bussiness.

Mas, não só de tristeza se faz um reality show. Teve o engraçado e carismático Steve cuja maior qualidade é não se levar a sério. Steve queria se divertir. E se divertiu naquela maneira despretensiosa de quem não está aí para o que pensam dele. Eu invejo pessoas assim e acredito mesmo que se o mundo fosse povoado por pessoas como o Steve, que não se levam a sério, talvez nós fossemos mais felizes. Steve ganhou uma oportunidade do júri, a revelia do Simon que não esperava um sim do Louis, da Cheryl e da Mel B. Enfim, nós veremos o Steve novamente em breve. Talvez, então, ele vá para casa, mas…

Vários grupos se deram bem na noite passada. Os olhinhos de Simon brilham quando ele assiste um grupo jovem com potencial para fazer sucesso. Claro que ele está pensando nos possíveis lucros, mas Simon parece ter essa qualidade de ser uma eterna criança o que faz com que ele se identifique com essa galera jovem. Simon é como um garoto, um menino, um Peter Pan que se recusa a perder sua ligação com a infância e adolescência. Preocupante num homem maduro? Talvez sim, mas indispensável para quem se propõe a produzir jovens no show bussiness. Simon entende a linguagem da juventude.

O momento engraçado e deprimente ao mesmo tempo ficou por conta do casal, Kitten and Hip. Casal esse com uma diferença de idade enorme entre eles, cujo marido era visivelmente incompetente como músico em contraponto à jovem mulher com talento suficiente para navegar nos próximos embates do programa. Eu não sei se ela terá a simpatia do público para votar por ela, mas brilho a Kitten mostrou que tem. Um cônjuge ser competente e o outro não, esta é uma situação corriqueira. O que não foi aceitável foi a rapidez com que Kitten abandonou Hip quando foi proposto pela Cheryl que ela seguisse adiante no show sozinha. Até os jurados, que certamente estão acostumados a ver de tudo no mundo da fama, ficaram abismados com a rapidez que o professo amor de Kitten por Hip foi para o ralo.

E, finalizando, o fator surpresa ficou por conta do Andrea Faustini, um italiano que mostrou talento apesar de uma primeira impressão não muito promissora. Como falou a Cheryl, ele foi um exemplo de como não se deve julgar um livro pela capa. Depois de várias apresentações desastradas, Andrea manteve a tradição do The X Factor que já apresentou ao mundo talentos, como os de Susan Boyle, aprisionados em corpos que o mundo julga feios e desprezíveis.

simon2

Eu, que sempre ando na contramão de meus seguidores no Twitter, gosto mais do The X Factor do que do The Voice. Na verdade, até este ano eu só acompanhei, de longe, o The Voice Brasil. E olhe lá! O The X Factor tem um charme inegável. Talvez porque quem chega para as audições do The Voice já é artista com voz treinada ou, pelo menos, já tem uma voz madura o suficiente para subir ao palco e tentar a sorte. O que é bastante correto já que o The Voice procura a “voz”. Por outro lado o The X Factor procura o algo a mais, o plus do artista, o fator X que faz com que determinada pessoa se destaque na multidão e isso possibilita que toda sorte de loucos varridos se aventure a tentar uma chance no programa. É essa dose de loucura que eu mais amo no The X Factor.

Além, é claro, da presença do fantástico Simon Cowell. Assim como Big Brother Brasil sem o Bial não é BBB que preste, o The X Factor sem Simon deixa muito a desejar. Este ano o Simon retornou as suas origens e faz parte da bancada de jurados do X Factor na terra de Sua Majestade, a rainha Elizabeth. E a Grã Bretanha tem a dose certa de insanidade para fazer o show. A loucura dos ingleses é o contraponto perfeito às suas tradições, à sua aristocracia, a esse mundo povoado de príncipes, princesas, rainhas, duques, tal e qual um romance de Jane Austen ambientado no século XVIII. Passear por Londres é encontrar, num mesmo dia, jovens de cabelos coloridos e tatuagens em Camden Town e réplicas da Rainha Elizabeth com suas luvas e colar de pérolas e de cavaleiros de chapéu alto na saída da Abadia de Westminster.

A estreia do The X Factor UK não decepcionou. Teve de tudo um pouco, da loucura despretensiosa à emoção arrebatadora. Teve aquele velho fator surpresa tão gostoso da gente assistir, o candidato que chega sem que ninguém lhe dê valor e que acaba surpreendente júri e público. Neste primeiro dia, esse papel coube à Chloe Jasmine que cantou Black Coffee numa voz quente, sensual, bem no jeitinho que eu gosto das cantoras de jazz da década de 40 e 50. Ela vai longe? Não sei, mas surpreendeu, pois chegou meio tímida e maluquinha com ninguém apostando um centavo em seu talento. Parecia apenas mais uma sem noção para nos divertir. No entanto, deixou de queixo caído com sua voz tanto o público quanto os jurados.

A emoção ficou por conta do Jay James e da Amy Connelly. Jay fez uma apresentação de partir o coração de tão emocionada e a Amy ganhou lágrimas copiosas da Cheryl Cole e quatro “sim” dos demais jurados pela sua tenacidade em buscar mais uma vez o The X Factor para mostrar seu talento. Amy participou da edição de 2008 quando foi eliminada na fase do boot camp. Mas, dizem as notícias da net, a bonitinha não vai muito longe no show e deu uma entrevista para a mídia inglesa se declarando usada pela produção ao ser convidada para voltar ao The X Factor apenas para gerar imagens de uma Cheryl emocionada e chorosa em sua estreia.

Os loucos foram muitos. Teve a tiazinha que levou a mãe e distribuiu comida e bolo para os jurados. Teve o Shayden Willis que testou a boa educação e paciência do júri ao se recusar a sair do palco. Simon, que é tido como um cara sem papas na língua, metido e grosseiro, foi o único que fez jus a educação que a mãe lhe deu. Não achei legal que os demais se levantassem e deixassem o cara no palco, afinal de contas, cantando bem ou mal, louco ou não, são os Shaydens que também fazem o show no The X Factor. Talvez Simon perceba que este é o diferencial de seu show e ao permanecer no palco mostrou respeito pela gama de loucos varridos que o ajudam a manter a audiência do programa.

Apresentacao01

Hoje a Record deu o pontapé inicial no lançamento de A Fazenda 7 com uma coletiva de imprensa para apresentar três componentes do elenco desta edição. Fomos convidados para estar na coletiva, mas por problemas pessoais não pudemos comparecer. Mas, como ela foi transmitida ao vivo não perdemos nada muito importante. Valeu Record! Essa badalação inicial é boa para esquentar as turbinas. Foram apresentados o Robson Caetano e a Lorena Bueri.

Um terceiro participante não foi revelado porque ficou nas mãos dos pobres jornalistas presentes a coletiva a tarefa de adivinhar quem seriam os três componentes escondidos atrás de uma tela. Antes mesmo de começar, A Fazenda já teve prova, fiquei imaginando se ninguém acertasse seus palpites. Como o Brito Junior dirigiria a coletiva? Sinceramente? Nunca tinha ouvido falar na Lorena Bueri que já começou apelando para suas origens humildes. Quem é ligado em reality já fica logo de orelhas em pé, pois participante que chora miséria é odiado de cara.

Apresentacao02

Já o Robson Caetano é uma figura interessante, resta saber como ele se comportará confinado e vigiado por 24 horas. Robson tem muita autoconfiança, eu diria até um pouco de arrogância, coisas que são facilmente desculpáveis nas carinhas bonitinhas que povoam o mundo dos realities e que fazem as meninas suspirarem. Mas, num cara maduro e negro não são características muito aceitáveis pelo público médio que curte reality show. Robson é o oposto do participante que usa do coitadismo para ganhar a simpatia do público, resta saber como esse público reagirá a esse ex-atleta, determinado, dono de duas medalhas olímpicas. Em 1988 foi bronze olímpico nos 200 metros rasos e finalista dos 100 metros em Seul, também ganhou bronze no 4×100 metros nos Jogos de Atlanta de 1996.

No auge de sua carreira chegou a ter a melhor marca da temporada em 1989, com 19s96 nos 200m rasos. Engajou-se na Dança dos Famosos no Programa do Faustão e sagrou-se campeão naquela edição, portanto Robson Caetano tem muitas qualidades para se admirar. Mas como reality show tem mais a ver com inteligência emocional e carisma não tem como prever como esse ex-atleta, maior velocista brasileiro, tão talentoso se sairá na disputa pela simpatia do público.

Apresentacao03

Pela primeira vez desde a primeira temporada O De Cara Pra Lua vai cobrir A Fazenda. Aliás, o mês de setembro promete muitas emoções. The Voice Brasil, The X Factor UK, A Fazenda, Masterchef Brasil, todos esses realities estreiam neste mês. Hoje na coletiva de imprensa foi anunciado que A Fazenda mudou o dia da eliminação de seus participantes para quinta-feira, o mesmo dia em que a Globo estará transmitindo o The Voice Brasil. Boa estratégia peitar a Rede Globo e um reality tão querido quanto o The Voice Brasil? Não sei. Vamos ter que aguardar e ver que bicho vai dar nesse atropelamento de realities no mês de setembro.

 

 

Você já sabe quem é o terceiro elemento?

Apresentacao04

Entrar

Fique Ligado em The X Factor

Enquete:

Bolão DCPL - Brasileirão

Veja o Resultado

Loading ... Loading ...

Siga-nos @DeCaraPraLua

Facebook

Arquivos de pesquisa

O bicho vai pegar…