1 Coríntios 13 

1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.

 

2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

 

3 E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

 

4 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

 

5 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;

 

6 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

 

7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

 

8 O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

 

9 Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;

 

10 Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.

 

11 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

 

12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.

 

13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.

vemvisitar1

São muitos os alertas a respeito dos perigos da internet, alertas esses justificáveis já que a internet é propícia ao anonimato e um nick sem rosto pode esconder mistérios e ameaças. Mas, assim como têm esse lado negativo, as redes sociais, se bem utilizadas, são úteis por sua capacidade enorme de mobilização das pessoas. Assim aconteceu com o caso do desaparecimento do menino Bernardo Boldrini. A movimentação da cidade de Três Passos no Rio Grande do Sul, a Corrente do Bem,  ganhou página no Facebook e alastrou-se pelo Brasil. Bernardo, infelizmente foi encontrado sem vida, mas a mobilização de sua cidade ajudou em muito que a investigação não esmorecesse e que os responsáveis por um ato tão cruel estejam presos aguardando uma maior acareação para garantir-lhes a condenação.

Eu fiquei muito mexida com esse caso. Toda violência contra uma criança é totalmente injustificável, porque eles são indefesos, estão de peito aberto para o mundo. Quando essa violência vem através do pai não tem nenhuma explicação que anule a angustia de saber que no mundo existem pessoas capazes de agir de maneira tão cruel. Eu fico imaginando o que se passa na cabeça dessas pessoas neste momento. Será que elas sofrem? Será que se arrependem? Se não for por amor ao menino que seja por terem estragado irremediavelmente suas vidas. Um homem bem sucedido, rico, uma mulher bonita, uma filha de um ano, uma casa maravilhosa, dois carros caros, uma vida pela frente, será que nada disso contou em favor do Bernardo?

Porque se nossos princípios, nosso amor pelo próximo, nosso carinho pelas crianças sejam elas nossos filhos ou não, se esses sentimentos não são suficientes para segurar a mão que tirou a vida, o egoísmo deveria ter falado mais alto. O medo de perder essa vida construída. Mas, creio que quando alguém tem dentro de si o ódio ou ganância necessários para tirar a vida de uma criança, toda e qualquer lógica aplicada à vida perde o sentido. Essas pessoas vivem num mundo a parte. Um mundo próprio, com regras peculiares que fogem à nossa compreensão. Olhando no Facebook os rostos sorridentes, comentários de amigos, todos parecem normais. O pai, a madrasta e a amiga. Eu olho e penso: ninguém sabia quem vocês eram de verdade. Dá medo!  

GGM

“Se, por um instante, Deus se esquecesse de que sou uma marioneta de trapo e me presenteasse com um pedaço de vida, possivelmente não diria tudo o que penso, mas, certamente pensaria tudo o que digo. Daria valor às coisas, não pelo o que valem, mas pelo que significam. Dormiria pouco, sonharia mais, pois sei que a cada minuto que fechamos os olhos, perdemos sessenta segundos de luz. Andaria quando os demais parassem, acordaria quando os outros dormem. Escutaria quando os outros falassem e disfrutaria de um bom gelado de chocolate.

Se Deus me presenteasse com um pedaço de vida vestiria simplesmente, jorgar-me-ia de bruços no solo, deixando a descoberto não apenas meu corpo, como também a minha alma. Deus meu, se eu tivesse um coração, escreveria o meu ódio sobre o gelo e esperaria que o sol saisse. Pintaria com um sonho de Van Gogh sobre as estrelas um poema de Mário Benedetti e uma canção de Serrat seria a serenata que ofereceria à Lua. Regaria as rosas com as minhas lágrimas para sentir a dor dos espinhos e o encarnado beijo das suas pétalas. Deus meu, se eu tivesse um pedaço de vida!… Não deixaria passar um só dia sem dizer às pessoas: amo-te, amo-te. Convenceria cada mulher e cada homem de que são os meus favoritos e viveria apaixonado pelo amor.

Aos homens, provar-lhes-ia como estão enganados ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saber que envelhecem quando deixam de se apaixonar. A uma criança, daria asas, mas deixaria que aprendesse a voar sozinha. Aos velhos ensinaria que a morte não chega com a velhice, mas com o esquecimento. Tantas coisas aprendi com vocês, os homens… Aprendi que todos querem viver no cimo da montanha, sem saber que a verdadeira felicidade está na forma de subir a rampa. Aprendi que quando um recém-nascido aperta, com sua pequena mão, pela primeira vez, o dedo do pai, tem-no prisioneiro para sempre. Aprendi que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se. São tantas as coisas que pude aprender com vocês, mas, a mim não poderão servir muito, porque quando me olharem dentro dessa maleta, infelizmente estarei a morrer.”

 

Galinheirofelipao

Pois é!!! De um modo geral nós todos gostamos de futebol, e geralmente quem não liga quando chega a Copa veste a camisa amarela. Porém, sempre existe aquele que realmente não gosta de futebol. Mas, essa Copa é especial por que gostemos ou não ela vai interferir em nossas vidas de um jeito ou de outro, pois ela será aqui no nosso quintal.

GalinheiroMessi

E como conhecemos bem o nosso quintal, já sabemos de antemão como as coisas irão acontecer… Futebolisticamente falando não podemos perder em casa, afinal somos os maiores e melhores praticantes deste esporte e o país que possui a maior quantidade de títulos mundiais. Será que isso nos dá essa certeza, ou estamos na verdade é morrendo de medo de perder??? Se ganharmos não fazemos mais do que a obrigação, porém se perdermos… Cairemos no ridículo, seremos os piores, que vergonha… Nada disso ocorrerá se fizermos o nosso máximo e se não ganharmos… Aplaudiremos o vencedor, deixando de lado o ufanismo.

Galinheirocristiano-ronaldo

E politicamente falando sabemos do absurdo de fazer estádios em Manaus, Natal e Cuiabá cidades que não possuem times e, portanto, não terão como produzir jogos que possam se utilizar dos estádios monumentais. E pior fica quando sabemos que a FIFA queria fazer a Copa em apenas 10 cidades… E aqui pra nós, a copa tem 8 grupos, portanto porque não apenas 8 sedes??? Para um torneio de apenas dois meses… Foi a CBF que bateu pé para ter as 12 cidades na Copa 2014.

Galinheiro03

E aí, fica claro a questão da falta de seriedade de quem dirige o nosso futebol, pois se só pensarmos no circo vai faltar o pão. Também não acho que devamos perder a oportunidade de sediar a Copa, porque ela é muito importante enquanto evento e representa um baita investimento na indústria do turismo e na reflexão de quem somos e onde estamos. O triste, o chato é continuar a ver homens pequenos produzindo coisas mesquinhas, apenas para o seu próprio proveito e esquecendo que nós somos campeões na fabricação de crianças abandonadas.

 

SS02fernanda

Fernanda Lima estava linda!

 

O formato do programa é ótimo. O júri só tem talentos. Os apresentadores estão dando show. O que falta ao SuperStar para dar mais um tempero ao programa? Talvez candidatos mais talentosos. E, claro, o Fábio Junior se soltar. A gente imagina que com a estrada que o Fabio Junior tem, ele deve entender muito de música. Mas, ele parece tímido perante a exuberância da Ivete e da competência do Dinho. Porque o Dinho está se revelando o jurado com comentários mais pertinentes do trio. Ontem foi uma noite estranha, somente uma banda não foi aprovada. Ou o público estava mais generoso do que na estreia ou, com o aplicativo funcionando, esteja se revelando certa falta de critério. Sei lá.

SS02TV01

O certo é que ontem passou tudo, banda sem afinação, banda que não era banda, conjunto de animação de festa de casamento, enfim, se continuar dessa maneira os padrinhos vão ter trabalho para colocar esse povo nos eixos e conseguir que eles façam apresentações decentes. E quando ninguém quer apadrinhar a banda? Como fica? Ontem passou para a próxima fase o Trio Violada uma banda desafinada, com péssimo repertório, meio coisa de modismo. Não sei. Quando eu li que o SuperStar era uma competição entre bandas eu imaginei aquelas de garagem, muito rock and roll, mas não é bem isso que estamos assistindo. De banda, banda mesmo na noite de ontem só a Suricato. Enfim, vamos aguardar o próximo domingo.  

SS02BS01

Não dá para comparar as meninas da Banda Cluster Sisters

 

Com a grande Ella Fitzgerald

 

Tá bom… Estou sendo muito exigente…

Me despeço de vocês deixando a Banda Suricato dando seu recado

 

grace04

Muitos olham essas fotos e pensam que é preciso muita coragem para se despir dessa maneira, não apenas das roupas, mas da vaidade e do preconceito. Mas, eu creio que é preciso mais do que coragem neste caso. É preciso ter uma história de vida que nos permita entender que a vida não é só isso que se vê. Pois é, grande Paulinho da Viola que entendeu que a vida é um pouco mais que os olhos não conseguem perceber. Não é fácil enfrentar uma cirurgia de câncer de mama porque mutila uma das partes mais lindas da mulher, nossos seios. Cuja imagem está intimamente associada a alimentar nova vida e ao prazer sexual. Se a gente não for muito cuidadoso pode achar que seremos menos mulher por falta de nossas mamas.

grace03

No entanto, câncer, feliz ou infelizmente, está se banalizando. Segundo a publicação do INCA, Estimativa 2014 – Incidência do câncer no Brasil, publicada em 27/11/2013, em 2014 terão 576 mil novos diagnósticos de câncer no Brasil. A região sudeste é a mais afetada com 299.730 casos. Os números são impressionantes, até 2030 estima-se que 27 milhões de pessoas no mundo terão câncer. No Brasil, 20% dos diagnósticos de câncer para mulheres são de câncer de mama. Dá medo, não? Sim, mas contra números tão expressivos a gente tem uma medicina que avança a passos largos para tratamentos mais modernos e eficazes. Câncer deixou de ser uma palavra amaldiçoada, juntou-se a outras tantas doenças que se espalham pelo mundo e para as quais existem curas ou não.

grace02

Ter câncer hoje não é mais sentença de morte. Eu tiro por mim. Assustei-me assim que soube de meu diagnóstico, mas segui em frente fazendo o que os médicos recomendaram com a certeza de que no final dessa jornada não existe nenhum outro caminho que não seja a cura. Mas, o câncer é uma doença safada que desgasta a gente e se permitirmos toma conta de nossa vida. É mama sendo dilacerado, o processo da quimioterapia é muito desgastante, a radioterapia requer cuidados especiais para não queimar a pele, enfim, é vigilância constante.

grace01

Mas, essa vigilância também nos leva a refletir que na vida a gente ganha e perde batalhas e que a vitória depende de nosso empenho para vencê-las. Olhar essas mulheres maravilhosas que despiram seu corpo e sua alma, mostrando uma beleza imensa pelo simples fato delas existirem, com suas cicatrizes e imperfeições é uma lição de vida, por mais clichê que isso possa parecer. Pois é, como sempre diz meu marido, a perfeição é imperfeita. 

==> As fotos foram tiradas pela fotógrafa norte-americana Isis Charise que usou como modelo mulheres que passaram pela cirurgia de retirada da mama por conta de diagnóstico de câncer e criou a série “Grace” inspiradas em personagens mitológicas <==

 

Siga-nos @DeCaraPraLua

Facebook

Comentários

Arquivos de pesquisa