Democracia01

Tenho visto muita gente espantada com os resultados dessas eleições presidenciais. Pessoas que acreditavam que o Aécio ganharia fácil, muita gente sem entender porque a população foi às ruas em 2013 pedindo por mudanças e no momento em que as urnas se abrem a Dilma se reelege. Eu não fiquei nem um pouco surpresa, pelo menos não nessa relação “povo nas ruas” versus reeleição da Dilma Rousseff. No ano passado enquanto muita gente comemorava o início de uma revolução no Brasil eu alertava que aquele tipo de manifestação sem direcionamento político, sem propostas concretas, sem liderança, não faria uma revolução aqui no Brasil e nem em lugar nenhum do mundo. Porque movimento espontâneo tende a ser de autocombustão. Extingue-se no mesmo calor que o deflagra.

Naquelas manifestações de 2013, por não terem propostas políticas, aflorou todo tipo de insatisfação. Desde a insatisfação com o preço das passagens de ônibus, passando pelo rumo político do Brasil (muita gente foi às ruas por esse motivo) até insatisfação pessoal com o patrão, com o salário, com o marido, com a namorada, com a vida. Ao se recusar a dar um cunho político à sua voz, aquele povo todo que foi às ruas decretou a falência do movimento. Passado o ardor dos primeiros momentos, ficamos sem nada. Enquanto muita gente celebrava a falta de líderes, eu lamentava que não houvesse uma liderança. Porque mudanças se faz com o povo organizado seja em partidos políticos, centrais sindicais, entidades estudantis, enfim, mudança se faz com proposta do que eu quero mudar e de que maneira eu vou mudar. Não basta ir às ruas gritar, satisfazer a alma e o coração com gritos de liberdade.

Democracia02

Eu votei na Dilma. Muitos me tacham de petista quando eu sequer abracei o PT em seu nascedouro enquanto ele ainda tinha muita utopia e ideologia em suas fileiras. Mas, defendi mais o PT este ano do que o defendi em meus anos de militância política por entender que com todos os erros do PT entregar o Brasil nas mãos do Aécio seria um retrocesso para nossas conquistas conseguidas a tão duras penas. Ler os jornais todos animadinhos com as falas do FMI me causava calafrios. Essas três letrinhas haviam sido banidas do nosso noticiário desde que conseguimos pagar nossa dívida externa. Trazê-los de volta nas malas do Arminio Fraga sob a batuta do PSDB me soava desastroso.

Levei em consideração o apoio de 54 dos 58 Reitores das Universidades Federais brasileiras, pois tive o entendimento de que esse apoio só seria possível se o Governo Federal tivesse olhado com interesse sua situação. Lembrei-me do relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico publicado em Bruxelas em 2013 que dizia que o Brasil aumentou seu investimento na Educação de 2000 para 2010 de 3,5 para 5,6 do Produto Interno Bruto (PIB) o que colocou o Brasil na média de investimento dos países participantes da OCDE (Alemanha, EUA, Grã-Bretanha pertencem à OCDE). Em 2010 o investimento em Educação no Brasil equiparou-se à Áustria e EUA. Portanto, o Governo Federal tem repassado verbas à Educação. Mas poucos sabem desses dados, infelizmente.

Democracia04

Pensava em quando o Lula assumiu a Presidência pela primeira vez como havia, como hoje por sinal, a preocupação de alguns setores da sociedade de que o Brasil se transformasse em Cuba quando na verdade hoje somos mundialmente respeitados, a sétima maior economia do mundo (segundo dados do Banco Mundial). Fiquei orgulhosa quando me dei conta de que o Brasil havia saído do mapa da fome conforme relatório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, por ter tido uma estratégia para combater a fome tirando milhões de brasileiros da condição de miséria absoluta. Foram muitos os motivos que me levaram a confiar o Brasil nas mãos de PT por mais quatro anos.

Mas, sei que estamos longe de sermos um país ideal. Entendi porque muitas amizades foram desfeitas nesse processo de discussão, pois li tanta demonstração de intolerância e preconceito nas redes sociais que em muitos momentos dava vontade de chorar. Ao questionar uma pessoa no Facebook sobre suas colocações pós eleições me foi respondido que “se a senhora gera 02 empregos, eu aceito, se passar de 10, eu te admiro, se passar de 50 eu então vou prestar atenção no que a senhora escreveu”, ou seja, só tem valor a palavra da classe dominante, dos empresários, quem vive de salário tem mesmo é que viver amordaçado. Imagina o que essa pessoa acha do direito a voz (e voto) de quem ganha Bolsa Família. Eu sequer respondi, não valia a pena. Esse pensamento elitista que permeou muitas argumentações dos defensores do Aécio durante o debate eleitoral me fez cada vez mais ter consciência de que não existia outro voto a ser dado. Pelo menos, não por mim.

Esse foi mais um motivo para meu voto na Dilma, pois quando vejo esse sentimento de intolerância mascarado no discurso de transformação eu luto contra ele e contra tudo que ele representa, ou melhor, luto contra quem o representa. A campanha do Aécio agregou esses sentimentos, não é a toa que nesse momento de pós eleição tanto ódio aos pobres e nordestinos esteja aflorando nas redes sociais. Por isso tenho certeza que temos muito caminho pela frente. O Brasil está longe de ser um país ideal e espero que Dilma tenha uma sociedade atenta tanto para aplaudir seus ganhos quanto para cobrar suas promessas.

Devemos aproveitar esse debate acirrado travado nesse período eleitoral para aprofundar questões importantes para o Brasil, a reforma política e tributária, a mudança nas leis eleitorais, o combate à corrupção (que não se encerra na punição dos corrompidos, mas também a dos corruptores), a busca pela estabilidade econômica, o avanço das conquistas sociais. Temos que travar um amplo debate sobre o respeito aos direitos das minorias, olhar com carinho o amor entre pessoas do mesmo sexo, dar-lhes o direito de legalizarem sua união. Respeitar a individualidade e a liberdade de escolha, não importando quais sejam nossas crenças pessoais. Enfim, temos muito trabalho a nossa frente e esse é o momento de arregaçar as mangas e trabalhar.

Pois, a paixão com que defendemos nossos candidatos foi linda mesmo com os extremos aqui e ali. Isso se chama democracia. E para quem viveu sob a Ditadura como eu, poder travar o debate livremente é sempre motivo de celebração. Assim que foi anunciada a vitória da Dilma eu vi muita gente com tarja de luto por sua reeleição. Eu não ficaria de luto se o Aécio tivesse vencido, pois esse tipo de demonstração vai contra o espírito da palavra democracia que é o respeito pela vontade da maioria. Mesmo que a vitória da Dilma tenha sido uma vitória apertada, a do Aécio também seria. E mesmo que fosse por um voto, a vontade da maioria estaria expressa e merece respeito. Ficaria triste se a Dilma tivesse perdido? Claro, mas não estaria de luto, pois ter eleições livres e soberanas é sempre motivo de celebração. Portanto, o Brasil ganhou e não está de luto. Sempre ganhará enquanto pudermos debater livremente nossas ideias. Viva a democracia!

Conclusões01

O eleitor de São Paulo sempre votou em quem não devia… Votava em Paulo Maluf, agora vota no PSDB que ficou vinte anos no poder e deixou o paulista sem água.
Logo… Paulista não sabe votar e é mulher de malandro, gosta de apanhar.

Conclusões02

O discurso da elite, “Só é bom o que for feito para ela, e só ela pode tirar proveito”, foi entendido pelo povo.
Logo… A maior parte do povo votou no que é melhor para o povo.

Conclusões03

A verdadeira disputa foi travada entre os órgãos de comunicação (que alienaram parte da população colocando os interesses de uma minoria, que está a serviço do capital internacional, como salvação da pátria) e o trabalho realizado nesses 12 anos de Governo voltado para as necessidades básicas do Brasil..
Logo… O povo não é bobo e botou abaixo a rede de informações distorcidas, falsas e mentirosas. Mentir não é liberdade de imprensa, é corrupção da informação. Quem a pratica não tem responsabilidade para exercer a informação com isenção. Portanto, deve perder esse direito… kkkkk

Conclusões04

Por dois anos consecutivos a imprensa marrom, laranja, azul, amarelinha, tentou desconstruir Dilma. Mas, bastou duas semanas para o PT aniquilar Aécio.
Logo… Não se faz omeletes sem ovos. Aécio e o PSDB estão impregnados de coisas ruins bastando apenas ser denunciado para tudo colar neles e a Dilma, que fez um bom governo, resiste e resistiu a todos os ataques maldosos e difamatórios que tentaram impingir a ela. Parabéns Dilma! Passou até no teste da mentira.

Conclusões05

E quem disse que vai sair do país por causa da reeleição da Dilma, vai ter de se deparar com sua insignificância… Não fará falta.
Logo… O Lobão virou Bobão.

Conclusões06

Como fiz aniversário por esses dias, aproveitei o domingo e convidei uns amigos para comer um Tucano no tucupi.
Logo… Estava delicioso… kkkkk

Conclusões07

batendoPalma-01

Eu acho que esse jogo da Fazenda de grupão contra grupinho está ficando muito chato e previsível. A gente quase torce pelos “dumal” por conta da chatice que está o discurso prepotente dos “dubem”. Uma pena que o Diego Cristo e a Lorena Bueri tenham perdido tanto a mão na agressividade nas duas primeiras semanas, uma pena que o lado sarcástico do Felipeh que poderia ser divertido venha carregado de tanta fala preconceituosa e elitista, lamentável que a Tang seja tão antipática e intriguenta no pior sentido dessas palavras. Porque se eles tivessem errado bem menos talvez conseguissem fazer uma virada em cima do jogo dos grupos Avestruz e Coelho centrado na destruição do grupo Ovelha. Porque essa veia de intrigas menores, brigas por comida, picuinhas na cozinha, certezas de que são os donos da verdade do grupo majoritário estão transformando A Fazenda num mimimi sem fim.

batendoPalma-02

Nem mesmo a aliança entre Heloisa e DH tem sido fascinante, pois não percebo nenhuma grande aliança estabelecida, nenhuma ligação direcionada por alguma ligação afetiva ou por interesses em comum, por admiração mútua. DH e Helo usam praticamente todos os momentos em que conversam para criticar seus adversários e estabelecer seu plano de vôo. Sei que a dupla é a queridinha do Twitter, mas não enxergo neles todas essas qualidades tão apregoadas. Claro que dos dois, Helo é a que mais me agrada por sua trajetória reta desde o inicio da Fazenda. Heloisa Faissol tem poucas incoerências em seu discurso, sabe bem onde se encontra e qual o perfil desejado para se fazer um campeão. Helo procura ser coerente e isso lhe dá vantagem no grupo. Já DH perdeu um pouco o destaque com a saída de seu grande desafeto, o Diego Cristo.

batendoPalma-03

Nesse disse me disse de lá e cá, participante como a Andrea Sorvetão acaba se destacando, pois mantém a coerência, têm uma posição firme no grupo, mas não se desgasta tanta em embates menores, em conflitos mesquinhos. Outro que poderia aproveitar a oportunidade para brilhar seria o Robson Caetano, no entanto o ex-atleta tem um lado sério demais que o torna professoral e dono da verdade. Com isso, Robson não apenas não ganha o aplauso do público como também começa a ser questionado pelo grupo. Mas, sua decisão de colocar Leo na Roça, apesar de não ter tido aprovação da Helo, talvez não seja tão errada assim. Leo se mostrou uma figura inexpressiva e quando finalmente decidiu abrir a boca o fez para participar das rodas de fofocas ferinas do grupo Ovelha. Talvez não seja difícil perder o Leo já que sua presença pouco acrescenta ao jogo.

batendoPalma-04

Mas, essa não é a opinião da Helo e já que eles partiram para esse esquema de abrir o voto do Fazendeiro e fazê-lo parte da estratégia de todo o grupo e não apenas de um jogador, Robson tem sido questionado pelo demais. No entanto, só um leva esse prêmio. Seria aconselhável, para quem quer ganhar esses dois milhões de reais, seguir tão a risca as ideias de Helo e DH? Ou partir para um jogo individual seria o melhor caminho? O problema de ficar a margem do jogo e deixar DH e Heloisa ditarem o rumo da prosa é se tornar coadjuvante num jogo perdido para si e ganho para eles, é se transformar em claque que fica de fora batendo palmas para maluco dançar

LogicaEleição01

Aécio disse: “Serei o presidente dos mais pobres.”
Logo… Ele vai sair do PSDB e se filiar ao PT.

LogicaEleição02

Dilma disse: “Lula criou a Controladoria Geral da União (CGU) e eu aprovei a Delação Premiada para combatermos a impunidade no Brasil.”
Logo… O PSDB mandou engavetar processos, barrou e acabou com CPI, portanto, foi cúmplice nos mal feitos.

LogicaEleição03

Aécio disse: “Sou vítima do rancor de Dilma.”
Logo… Dilma é mineira, e como toda boa mineira não gosta do Aécio.

LogicaEleição04

Dilma disse: “O Ministério Público de Minas Gerais ajuizou nesta sexta-feira (17) uma ação contra o governo de Aécio que desviou da saúde de Minas no período entre 2003 a 2011 mais de 7 bilhões, é só ver no site do TCE.”
Logo… O site saiu do ar… E sumiram os documentos.

LogicaEleição05

Aécio disse: “Vocês incentivam o consumo de frango e ovos.”
Logo… Ele está com medo que a fome do povo chegue ao consumo de tucanos.

LogicaEleição06

Dilma disse: “O MP do aeroporto de Claudio não aceitou a denuncia criminal. Mas, recomendou a investigação por improbidade administrativa.”
Logo… Aécio está impregnado de desonestidade e deslealdade.

LogicaEleição07

Aécio disse: “Essa obra de Claudio foi feita em desfavor de um tio-avô meu. Ele reivindica 9 milhões de reais.”
Logo… Aécio deu a volta até no tio-avô.

LogicaEleição08

Dilma disse: “Os escândalos dos tucanos na era FHC… O caso Sivam, o da compra de Votos, o da pasta Rosa, do mensalão do PSDB e o do cartel do Metrô… O incrível é que todos os envolvidos sequer foram punidos e até hoje estão soltos.”
Logo… O PSDB finge que investiga e assim incentiva a impunidade. Cobra honestidade dos outros para esconder o mal feito.

LogicaEleição09

Aécio disse: “Tenho a impressão que somos dois candidatos de oposição.”
Logo… Aécio está dizendo que quer fazer o que a Dilma já fez.

LogicaEleição10

10 – Dilma disse: “O povo mineiro mostrou nas urnas que não quer o Aécio como Presidente do Brasil.”
Logo… Quem conhece Aécio, não vota em Aécio.

 

Recado dos pobres e ignorantes para o Aécio e o FHC.

 

 

UsandoDeus01

Marlos e Roy estão na Roça e eu sinceramente espero que o Roy seja eliminado. Afinal de contas para que serve um ex Menudo nesta edição de A Fazenda? Para pouca coisa, praticamente nada. Sequer para cantar “não se reprima” já que essa versão Menudo de meia idade é uma mistura de preconceito e repressão religiosa. Essas são duas coisas que incomodam demais num reality show, primeiro porque preconceito leva a julgamentos precipitados e segundo porque religião não é um tema para esse tipo de jogo. Por seu caráter ganancioso, afinal de contas o princípio de um reality é derrubar seus adversários para se conquistar um prêmio em dinheiro, fica hipócrita essa invocação do santo nome de Deus. Roy fere o segundo dos dez mandamentos da Lei de Deus, mas segue firme e forte com sua atitude de profeta da nova era.

UsandoDeus02

Na outra ponta dessa Roça encontra-se Marlos que é um participante que vem provocando sentimentos dúbios na torcida da Débora Lyra. Marlos não era o Príncipe Consorte desejado, na verdade na primeira semana a grande aposta era num romance entre Lyra e Leo. No entanto, Leo roeu a corda deixando espaço livre para que Marlos cavasse um relacionamento com a Miss. Recebi de vários leitores no Twitter um vídeo relatando todas as contradições do misto de modelo e ator. Sim, Marlos falou muita bobagem, mas quem nunca num reality? Qual candidato a Príncipe Consorte não teve sua cota de deslizes? Ademais, Leo mostrou-se um cara fraco, sem personalidade, sem nada a acrescentar. Será que Débora Lyra estaria melhor com Leo? Não creio. Mas, vocês poderiam me dizer: Susan, ela poderia seguir sozinha, por que a obrigação de ter alguém? Claro que ela poderia fazer um jogo solo, mas não creio que essa fosse a praia e a intenção da Miss.

Eu sequer gosto esse tanto do Marlos só acho que a crucificação exagerada da torcida da Débora esquece que quem escolhe seu parceiro e aliado no jogo são os próprios participantes. Débora escolheu Marlos, ela não é criança, entrou na Fazenda disposta a viver um romance. Eliminar o Marlos nesta Roça por entender que ele está fazendo Débora de boba não me parece uma decisão muito sábia. Até porque a gente não sabe exatamente o que passa na cabeça da Miss. De qualquer maneira, entre Marlos e Roy eu não tenho a menor dúvida de que manter o Menudo é prejudicial ao jogo. Se der para aliar uma melhor escolha para o andamento do jogo e permitir que Débora Lyra continue dando seus beijinhos na boca, o caminho da eliminação do Roy é o único possível.

UsandoDeus05

Eu também tenho curiosidade em saber como esse casal vai resolver essa equação de defender o grupo a que pertencem ou o parceiro amoroso que têm no jogo. Na cabeça da Débora isso parece bem resolvido, pois quando o grupo decidiu indicar o Marlos à Roça para que ele voltasse Fazendeiro ela rapidamente declarou: Marlos, em você eu não voto. Mas será que a cabeça do Marlos está na mesma sintonia? Não sei. Só vamos descobrir com sua permanência na Fazenda e com o andamento do jogo.

UsandoDeus03

Por falar em indicação à Roça o que foi aquela imunidade “conquistada” pelo grupo Ovelha? Carelli, Carelli, que envelope providencial! Aliás, se não fosse a forçação de barra da direção do programa em defender os ditos vilões do show, ou seja, Tang, Lorenna e Felipeh, eu acharia esse twist interessante. Está ficando fácil demais já que toda a casa se coloca contra as três figuras nefastas. Não deixou de ser engraçado olhar a cara de decepção e desespero dos grupos Avestruz e Coelho quando perceberam que tinham que votar entre si em todos os momentos da votação: na indicação do Fazendeiro, na votação do grupo e no resta um. E esse tipo de votação sempre acende a luz de alerta para determinados participantes. Desta vez foi o Robson Caetano que percebeu que ele é a ponta da corda dos dois grupos que ele considera seus amigos e aliados. Após sua indicação e antes da prova do fazendeiro Robson passou o dia cabisbaixo e pensativo. É Robson, até Débora Lyra te deixou na mão.

UsandoDeus04

O twist do Carelli também serviu para desestabilizar a Heloisa. Por um momento, após a votação, Helo sumiu da Fazenda. Procurada pelos participantes sem ninguém conseguir encontrá-la chegou-se a especular que ela teria batido o sino e pedido para sair. Muitos minutos mais tarde Helo reaparece com cara de choro e ressabiada. Teria Helo pedido para sair? Teria a direção a convencido a permanecer no jogo? Não sabemos, mas o fato de não poder votar em quem ela havia planejado tirou Helo do sério. Mas, Helo, isso faz parte do jogo. É respirar fundo e seguir em frente.

Heloisa sumiu da Fazenda. DH foi procurá-la e não a encontrou. Todos na sede especulam que ela tenha tocado o sino e pedido para sair. Heloisa ficou danada da vida porque numa manipulação espetaculosa, Carelli imunizou a turma da Lorena & Cia. Afinal de contas, o público deveria saber do conteúdo da arca antes da prova ser realizada, antes de sabermos o grupo vencedor. Heloisa está certa. Nós também ficamos chateados, mas esperamos que ela não saia. A Fazenda só perde com a ausência da Helo.

marlosbriga

Após a saída do Diego, Lorena cava um espaço para seu jogo. Infelizmente, ou felizmente talvez, ela escolheu o caminho errado. Comprou briga com Marlos que era, até então, amigo e aliado. Mas talvez o que mova a Lorena seja bem mais do que apenas o jogo. Talvez seja impossível para a morena dominar sentimentos como inveja, amor próprio ferido e tesão reprimido. A gente não questiona a incoerência de Marlos, ele realmente falou tudo o que a Lorena jogou na cara dele. A questão é o momento que ela escolheu para bater de frente com ele, ou seja, logo após ele beijar a Miss, pois até agora o Marlos investia na Miss e a Lorena não palpitava. E em seguida à saída do Diego que deixou Lorena Bueri sem cartas na manga.

E, além do momento, também questionamos os motivos, afinal se Marlos é incoerente ou não que contas ele tem que prestar à Lorena sobre o que ele faz ou deixa de fazer no jogo? Ontem, depois de ela ir à sala da sede e apontar na cara de Marlos suas contradições, Lorena voltou à casa da árvore e comemorou com Tang e Felipeh o fato de ter desmascarado Marlos. Eu se fosse Lorena, não comemoraria com tanta felicidade, afinal de contas ela pegou um jogador que até agora era um zero à esquerda e lhe deu um script no jogo. Marlos está em curva ascendente, beijou a Miss e agora tem um desafeto.

Além disso, Marlos entrou no jogo, pediu para ser indicado à Roça para tentar voltar Fazendeiro. Se ele enfrentar o julgamento popular o faz em seu melhor momento do jogo, pois além de ter costurado o pacote Miss e Lorena, Marlos não mostrou medo diante da possibilidade de enfrentar a Roça. O que já não se pode falar de alguns da galera do Grupo Avestruz. Que me perdoem os admiradores do DH & Cia, mas acho covarde a tranqüilidade com que eles propõem a indicação à Roça de componentes de outro grupo como estratégia para fazer dos aliados Fazendeiros. Bruninha ontem citava os nomes de Robson e Penéns para indicação com a cara de pau bonitinha que Deus lhe deu. Ela e DH nunca propõem deles irem, sempre pensam no povo do grupo Coelho. Covardia e trairagem são as únicas palavras que me vêm à mente ao pensar nessas atitudes.

Aliás, DH está sub judice. Eu acho que quem muito fala, acaba se enrolando nas próprias palavras. DH fala demais, quer ser justiceiro demais e pode começar a pecar pelo excesso. Na festa falou para Lorena que ela era a mais verdadeira do grupo dela, ontem na sede detonou a Lorena de todas as maneiras possíveis e imagináveis a tachando de falsa. O que Lorena falou do jogo de Marlos em relação à Lyra, DH falou de Babi e Leo. E ele, assim como Lorena, não tem nada que se meter nas ficadas alheias. Aliás, DH julga demais às pessoas.

dhbruna

Eu acho muito mais real o que rola entre Babi e Leo, ou seja, um nada, mas recheado de questões reais de quem está em dúvida se fica ou não com o outro. O beija, não beija, fica, não fica trás ao jogo dúvidas de pessoas de carne e osso. A gente pode até não gostar do Leo, por exemplo, mas esse embate dele com Babi faz parte do jogo de convivência. O problema do Leo é que sua dificuldade de se comprometer não se restringe ao lance com Babi, ela se estende a todo seu jogo. Ontem na casa da árvore enquanto Felipeh, Tang e Lorena destilavam veneno e articulações, Leo apenas escutava calado.

Muita gente se pergunta os motivos pelos quais esta edição da Fazenda parece fazer água e não estar emplacando direito. Eu acho que além do fato da Rede Record não saber fazer reality show (ontem enquanto rolava a briga de Marlos e Lorena na área externa a câmera estava na sala da sede em Bruninha e Sorvetão), pois lhe falta a pegada e a compreensão do público do reality, as brigas sem sentido das duas primeiras semanas prejudicaram o andamento do jogo para o todo grupo. A Rede Record não faz reality show, faz apenas mais um programa sensacionalista. As câmeras fogem dos momentos de embates, dos momentos importantes do jogo para não mostrá-los ao público da transmissão 24 horas e somente transmiti-los na edição da TV aberta.

Diego29

O efeito é inverso, a galera das redes sociais, que apesar de não ser a maior fatia dos espectadores, é formadora de opinião. É nas redes sociais que a mídia vai buscar informações do que aconteceu na madrugada para replicar ao público que não tem paciência de acompanhar 24 horas para conhecer os fatos relevantes do jogo. Se o povo das redes sociais deixa de falar sobre o jogo, morre um pouco o interesse de todos. Nós nas redes sociais somos uma espécie de termômetro da audiência.

Por outro lado, as brigas da primeira semana, mesmo que tenham rendido algum interesse do público, por não serem brigas com embasamento real já que eles sequer se conheciam esse tanto para se odiarem tão enfaticamente, acabou matando a convivência num momento em que as histórias ainda se montavam. Reality show não é programa movido a sensacionalismo e suspense de quinta categoria, reality é show que se monta em três meses de transmissão.

Diego231

Diego foi prematuramente eliminado por conta de ser o protagonista da maioria dessas brigas. Ontem, após brigar com Lorena, Marlos deita-se na cama ao lado da Sorvetão e eles conversam longamente sobre o jogo e seus participantes. Sorvetão alertou para o fato de que Lorena não deixa Leo se aproximar da Babi, trocou figurinha com Marlos numa conversa de pé de ouvido que me fez pela primeira vez me sentir assistindo um reality show.

Histórias que se constroem, fofocas que se costuram baseadas em fatos ocorridos no jogo. De certa maneira, A Fazenda começou esta semana com a saída de Diego Cristo. Vai ser tão eletrizante daqui para frente? Vamos sentir saudades do Diego no futuro? Não sei, sei apenas que não tinha como o Diego não ser eliminado. Ele cavou isso e a direção o incentivou ao não conter a violência das primeiras semanas.

Leo em sua melhor performance, de boca fechada só no chamego com Babi.

 

Hoje tem festa. Clima de romance no ar? Marlos declarando que quer a Lyra, Babi e Leo partindo na frente e dando beijos tórridos na cama da sede. Esses são os dois casais possíveis desta edição. Com a saída do Diego, Lorena fica sem par e sem script, mas tratando-se de Lorena não creio que ela ficará quieta muito tempo. Ela quer aparecer e vai cavar seu espaço nesse elenco. Que efeitos a proximidade de Leo e Marlos com Babi e Lyra terá no jogo das meninas? Não sei, mas as duas têm brilho e podem ainda nos surpreender. Espero que com a saída do Diego outros enredos aconteçam, talvez desavenças mais concretas e calcadas no dia a dia e não apenas jogo de cena. Afetos e desafetos, assim é o show da vida e da TV. A festa de hoje promete. Vamos ver se Marlos sai do muro, se Leo e Babi assumem a ficada e como Lorena reagirá sem seu contraponto e meio perdida em seu jogo.

Agora Felipeh voltou da Roça se achando. Achando que é querido pelo público, achando que pode ganhar o jogo, achando que é Diva. Como diz o comercial: Sabe de nada inocente!

Entrar

Fique Ligado em The X Factor

Enquete:

Bolão DCPL - Brasileirão

Veja o Resultado

Loading ... Loading ...

Siga-nos @DeCaraPraLua

Facebook

Arquivos de pesquisa

O bicho vai pegar…